quinta-feira, setembro 06, 2007

Pavarotti

Normalmente o "Direto na têmpora" que fica ao fim de cada post reflete apenas a música que eu estava ouvindo quando comecei ou acabei de postar. Essa é a regra em 99,9% dos casos.

Hoje, no entanto, a homenagem não está no post, mas no "Direto na têmpora", com uma das músicas favoritas dos meus pais (no caso do meu pai, certamente a preferida) magistralmente interpretada por Luciano Pavarotti, que faleceu hoje aos 71 anos.




Direto na têmpora: Una furtiva lagrima - Luciano Pavarotti

4 comentários:

don oliva disse...

É difícil acreditar que aquela voz, vozeirão... sei lá o quê, calou-se em definitivo.
Ainda bem que no mundo virtual de hoje, cm os recursos que temos, podemos continuar ouvindo o dito cujo. Perfeitamente.

Redatozim disse...

Eu o escutei ao vivo em São Paulo com Domingo e Carreras. Infelizmente havia outro tenor na arquibancada atrás de mim, mas mesmo assim foi sensacional.

É du Vinagre disse...

Como o próprio Luciano Pavarotti disse recentemente numa entrevista:

"As pessoas ligam o rádio, escutam a minha voz e sabem que sou eu!"

Vai deixar saudades com certeza.

Redatozim disse...

Sim, Vinagre, dizem que Caruso tinha esse mesmo carisma, mas Pavarotti conseguiu popularizar a música erudita de uma forma que ninguém mais pôde. Uma pena.