quinta-feira, setembro 13, 2007

Desencarnado

Morreu Pedro de Lara e levou com ele o Salsi Fufu. Aos 82 anos, Pedro é hoje apenas uma página do meu almanaque dos anos 80. E como dói.




Direto na têmpora: Cerdo - Molotov

10 comentários:

GASTÃO disse...

Redatozim, meu irmão... É isso aí. Pedro de Lárá... É coisa nóssá. Já não era de hoje que Pedro de Lara era uma página no nosso almanaque anos 80. Agora ele "apenas" (entre aspas porque a morte não é coisa à toa) desencarnou e, assim, nos remete a um tempo em que as coisas eram mais simples, não só porque o mundo o era, mas também porque éramos crianças. Eu nunca fui muito fã do Bozo, mas hoje, à distância que o tempo nos dá, eu lembro com simpatia daqueles personagens: Bozo, Garoto Juca, Papai Papudo, Vovó Mafalda, Salsi Fufu, Bozolina. E se não me engano havia até uma ou outra moça meio gostosinha, já nos despertando para a adolescência. E Pedro de Lara era, antes disso, aquele jurado impagável do Show de Calouros, divertidíssimo. Bons tempos. Pois é, Redatozim... E nesta nossa vida, que horas são? São cinco e sessenta... Aquele abraço!

Redatozim disse...

Meu velho Gasta, também não era fã do Bozo. Achava paulista demais, sei lá. Me lembro mais do Pedro de Lara como jurado, brigando com todo mundo com aquela cara de bode velho dele. Aliás, cadê o Décio Piccinini? Cadê a Sonia Lima? Pensando bem, se souber não me conte. Abraço.

Gastão disse...

Cara, vou contar. Outro dia eu vi o Décio Piccinini num programa vespertino desses, com sofá, acho que na Record ou Rede TV. Ele era muito chato como jurado, porque era ele mesmo. Pedro de Lara encarnava um personagem, por isso era divertido. Daquele programa só ele e a Aracy de Almeida, além do próprio Sílvio Santos, é que valiam a pena. Sônia Lima, nunca mais vi. E nem 90% daqueles lá. Ainda bem.

don oliva disse...

A Sonia Lima (pelo menos continua uma coroa gostosa). Andou junto com o Pedro de Lara num programa de Calouros, que eu não me lembro o nome (isso pouco importa) mas eu assistia com minha mulher (saco de pipocasa ao lado) todo domingo no SBT, porque tinham uns números mais interessantes do que a chatura do (en)Faustão. Uuufaaa, esta TV dominical! Acho que é um fenômeno mundial! Que pior do que a italiana?
Mas, o finado, é uma página virada na história da "comunicação de massas" no país. De uma época em que os tipos caricatos dominavam o nosso "That's Entertainment" da vida; dos quais (caricatos) o máximo dos máximos era ELE, Abelardo Barbosa, o Chacrinha.

Redatozim disse...

Gasta, a última vez que eu vi a Sonia Lima foi na Playboy, mas não espalha para não entregar a idade (minha, não dela).

Redatozim disse...

Pra mim, se não fossem os esportes, domingo seria uma tortura televisiva. Viva a tv a cabo! No mais, os freaks saíram da tv e foram para a política.

de saavedra y Carajos disse...

Pode estar gasta. Mas, eu também estou... hehehe.
Coroas como ela, para mim (hoje) são jovens. Não tenho mais como sonhar com uma menininha de 20/30 anos*... coisas da vida. O tempo passa... o tempo voa... como diria a velha (e excelente campanha da Caderneta de Poupança Bamerindus.
Olha o "recall".
(*) a não ser que eu queira levar um belo par na testa. hehehe

Redatozim disse...

Não, Oliva, Gasta é o apelido do Gastão que comentou risos a Sonia Lima deve ser uma coroa linda. Olhaí a confusão por causa do seu apelido, Gastão! risos

Gastão disse...

Redatozim, meu irmão... minha sina é esta. Meu nome (Ewerton, para os que não sabem) vira Éverson, Émerson, Élerson, Erivelto, Evaristo, Wagner. Meu apelido já virou Gaspão, Caspão, Gaspar, Gusmão. E agora é confundido com adjetivos... Temportância não.

Redatozim disse...

hehehe com o olivieri é a mesma coisa. De joão Carlos Olivieri virou Jonga, Jonga Bonga, Don Oliva e por aí vai.