quarta-feira, setembro 26, 2007

Ciclones, Menudos, Tremendos

Os Menudos foram um fenômeno mundial de vendas. Uma boy band latina de onde saiu o Ricky Martin e através da qual as garotas oitentistas viveram seus primeiros surtos histéricos.

Mas por incrível que pareça, o pior dos Menudos não eram os Menudos, e sim os clones que eles geraram. Coisas estranhas como Ciclone (brasileiro) e Tremendo (argentino) que assombraram milhões de pessoas com um mínimo senso estético e musical e que hoje, felizmente, não passam de grotescos vídeos na internet.


Os filhos brasileiros dos Menudos


E seus hermanos argentinos




Direto na têmpora: Forever and a day - The Offspring

16 comentários:

don oliva disse...

Tenebrosos estes tais de “Ciclone” e “Tremendo”. Coisas tremendas e ciclônicas que, aliás sempre acontecem no mundo musical.
O que salva é a presença do “Velho Guerreiro” & chacretes, mitológicos ícones da comunicação no país.
E a versão (aversão) do grupelho argentino em autêntico Portunhol... é repulsiva. Ééééca!

Redatozim disse...

Só mesmo a Sarita Catatau para salvar tal espetáculo hediondo, Don Oliva.

Sabrina disse...

Oi!
Sem a menor empolgação para blogs, descobri o da Cris Guerra através de uma prima. Me encantei e na empolgação de novata, descobri o seu. Virei fã do Pastelzinho.
Achei o máximo quando constatei que o mundo é mesmo muito pequeno: sua esposa trabalha com a esposa do meu chefe e você é de Ipatinga (como eu) e irmão do Werner e do Diogo. Sou mais nova que o Werner. Dele, lembro que era amigo do Carneiro. Lembro que o Diogo era uma lenda. Não me lembro de vc. Mas agora sou sua leitora. Daí que não sei a quantas anda sua contabilização de curiosos mas pode somar meu nome à lista. Me divirto com seus posts!
Um abraço,

Sabrina

Redatozim disse...

Caramba, Sabrina, são coincidências demais mesmo. Seu chefe é o Ricardo da Lu? Eu saí de Ipatinga em 1988 e aí fica difícil mesmo você se lembrar de mim, principalmente sendo mais nova que o Werner.
Muito bom receber sua visita e mais ainda saber que ficou fã. Volte sempre e comente sempre. beijos.

Sabrina disse...

Pois é!
Meu chefe é o Ricardo da Lú. Descobrimos por causa do caso - ótimo - da sua filha com a água. Mostrei o blog para ele também.
No mais, estarei sempre aqui, xeretando.

Sabrina

Redatozim disse...

Será sempre bem vinda.

pegas disse...

Murilaço,

Vc já viu o Channel do MOFO TV no YouTube?
Vale a pena conferir. Tem cada pérola da Tv Brasileira.

Abç

tiago disse...

que medo.
pior ainda é ter quem goste.

é, o mau gosto impera.

Redatozim disse...

Foi de lá que eu busquei Pegas, engraçadíssimo.

Redatozim disse...

Tiago, o pior é que foi febre mesmo na época.

Isa disse...

Muito ruim! Ainda bem que os Menudos da vida foram exterminados,mas pensando bem sobraram os Calipsos...

Redatozim disse...

"Joelma canta Menudo", um cd assim seria o inequívoco anúncio do fim dos tempos.

Isa disse...

Joelma canta Menudo? Cruzes, nem brinca com isso! Vai que alguém dá a idéia!Jesus.........

Redatozim disse...

Tem razãi, Isa, ainda bem que ninguém da Som Livre lê esse site.

Ana Paula disse...

Eu confesso, eu fui no show dos Menudos no Mineirinho. Eu e minhas primas, um bando de pirralhas com camisetas iguais! Há pouco tempo estávamos lembrando disso e morrendo de rir. Mas nunca gostei dos genéricos. Recuse imitações!

Redatozim disse...

Rai, Rei, Rii, Roi e Rui. Esses Menudos eram um estouro. Eu odiava, mas eram um estouro. Agora, o que teve de genérico pior ainda que o original não tá no gibi.