terça-feira, dezembro 02, 2008

Fa-bu-lo-so

Acabei de ler as Fábulas Italianas selecionadas pelo Ítalo Calvino. Há cerca de 4 anos, na minha única visita à Europa, havia comprado um livro de fábulas tchecas (sem duplo sentido, por favor) e descobri algo em comum entre elas: as fábulas daquela época eram de matar criança do coração.

Só para dar um exemplo, em mais de uma historieta, o vilão é punido ao ser vestido com uma camisa de piche e ateado fogo. Exatamente, o final feliz de uns significava que alguém estava sendo queimado vivo do outro lado.

Em outra fábula, a vilã fica tão frustrada com o fracasso de sua trama maligna que arranca os cabelos um a um e, após o último fio, a raiva é tanta que arranca a própria cabeça.

Tá certo que a Sophia costuma gostar de uns negócios mais "lado negro da força" (ela é fissurada pela Malévola da Bela Adormecida, por exemplo), mas ainda assim o bicho pegava demais nessa época.

Resumindo, o livro é altamente recomendável, mas sugiro que mantenham fora do alcance das crianças.


PS1 - Faltam apenas 15 caixinhas da promoção de copinhos de cachaça. Você tem até sexta-feira para aproveitar o preço de R$ 65,00, viu?

PS2 - Alguma sugestão de pesquisa? Tem uma novinha em folha ao lado, mas eu tô ficando sem idéias.




Direto na têmpora: Bizarre Love Triangle - Even As We Speak

6 comentários:

Jonga Olivieri disse...

Isso me faz lembrar que quando era garoto, descobri um livro --do meu pai-- com fábulas (acho até que de La Fontaine), cujas ilustrações eram de arrepiar.
Também me lembra a ambientação “Vitoriana” e, claro, apavorante de “Um conto de Natal” de Dickens, uma história (para adultos) que nos empurravam goela abaixo.
Mas é só assistir “Os irmãos Grimm” que se tem uma noção exata da dimensão da coisa. Brrrrrrrr!
Don Oliva

redatozim disse...

Pois é, Don Oliva, aí eu pergunto: faz bem ou mal pro petiz?

alexandre, o colecionador de quadrinhos disse...

redatozim, procure um quadrinho da desiderata, chamado "irmãos grimm em quadrinhos", com vários desenhistas que tão começando. tem o rafael coutinho, o rafael sica, acho que o jozz. não sei todos de cabeça.

vale muito a pena. são versões mais adultas dos contos. a do rafael coutinho(filho do laerte) é sobre a branca de neve e é sensacional.

e claro, mesmo os irmãos grimm deram uma maneirada nas estórias.

lendo sandman, acho que o arco "casa das bonecas", um dos personagens comenta justamente isso, sobre as versões originais dos contos infantis.

redatozim disse...

Alexandre, procurarei a pepita com urgência. Valeu.

zega disse...

rá. essa de arrancar cabeça é fina...

mas um bom começo com certeza é o triste fim do menino ostra, do tim burtom. se quiser tá na mão.

aliás, me lembrei de um que eu tenho, com fábulas escritas e ilustradas (?) pelo leonardo da vinci, do tempo do círculo do livro. já viu? acho que ninguém morre não...

redatozim disse...

O Oyster Boy eu comprei a edição encadernada quando saiu nos EUA, Zega. Inclusive Sophia tem um monte de bodies e camisas de bebê com as ilustrações do livro.