quarta-feira, outubro 22, 2008

Impressão sua

Alguém já disse que o alemão é uma daquelas línguas em que mesmo uma declaração de amor parece um xingamento. Pode ser verdade, não sei, não ouço tanto alemão assim, mas essa frase me fez perceber que existe gente assim, que mesmo quando te elogia, parece que está te ferrando.

Eu tive um patrão, por exemplo, que mandou um email de final de ano liberando todo mundo entre o natal e reveillon. A coisa ia mais ou menos assim:

“Pessoal, a equipe realmente brilhou este ano. Vocês superaram as expectativas e contribuíram demais para o sucesso da agência, por isso, vamos liberar todos para aproveitarem o período entre o natal e o reveillon. No entanto, é bom lembrar que este é um benefício que a agência está dando por iniciativa própria, sendo assim, não vamos admitir abusos e quem chegar atrasado na segunda-feira depois do feriado sofrerá as conseqüências.”

É lógico que o texto está floreado, mas era algo bem nesse estilo. Você recebia o benefício, mas acabava com a sensação de que tinha levado uma sentada.

Obviamente existe também o outro lado da moeda. Pessoas com o dom da vaselinagem e do senta aqui neném. Aquela figura que te fode, te pisa, te arregaça e, ao final do papo, você ainda sai pensando “gente boa, esse cara”.




Direto na têmpora: The Wine Song – The Cat Empire

4 comentários:

alexandre, o pândego disse...

gente boa, o redatozim!

redatozim disse...

alexandre, seu traquinas.

ndms disse...

O bom é que com um pouco de conversa se pode distinguir um tipo do otro

redatozim disse...

mais ou menos, ndms, tem gente que você leva um bom tempo para perceber.