quarta-feira, outubro 22, 2008

12 horas de vida

Minha Sophia nasceu às 22h50 do dia 29 de dezembro de 2005. Vermelhinha. Bastaram 2 segundos para que eu a amasse como nunca amei nada nessa vida.

A médica me lembrou de tirar a foto. Nem lembro se tirei. Olhando pela primeira vez, achei que ela teria o nariz dos Musetti. Fernanda brigou comigo. Acabou que ela ficou com um narizinho lindo de princesa.

No berçário, era quem mais chorava. Mas se eu chegava perto e cantarolava Blackbird ela abria os olhinhos e silenciava, esperando talvez o quentinho do útero novamente.

Aqui, manhã do dia 30, minha Sophia tinha 12 horas de vida. Vermelhinha ainda. E minha, minha.



Quero outra.




Direto na têmpora: God only knows - Ben Kweller

11 comentários:

ndms disse...

E Deus deu a mim e à Wanda as bencãs de nossa presença lá no hospital alguns momentos depois

Por favor, o que você tem contra o " nariz " dos Musetti, que tem na sua vó e no seu pai, os mais dignos representantes ( sem falar no queixo )

Gostei da legenda: quero outra !

márcio disse...

Ownnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnn

Tita disse...

Ownnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnn

Micho en el pais de las maravillas disse...

Meu Deus! que linda!

redatozim disse...

a legenda é uma vontade, ndms, mas não necessariamente algo realizável.

redatozim disse...

Eu apaguei o comentário, mas o márcio é a tita, obrigado aos dois, ou melhor à uma.

redatozim disse...

Gostosa demais, né, micho?

Gastão disse...

Redatozim, meu irmão... Que beleza... Deus continue abençoando...

Blackbird, hein? Que beleza. Eu cantava pra Sara é "O Vento (o pum)", do Vinícius, e surtia o mesmo efeito.

redatozim disse...

Amém, Gasta. Ah, o vento faz parte do repertório da sophia, mas de uns dois anos pra cá. Fomos ver a Arca de Vinicius (como já postado) e ela amou.

kel e tiago disse...

existem vários tipos de amor. lembro que quando minha sobinha nasceu senti um amor novo, nunca sentido antes. e percebia esta diferença.
o amor pelos filhos também é diferente, e você consegue expressá-lo de um jeito lindo. que delícia vai ser quando a sophia crescer e ler todo este amor.
tenho certeza que tendo um irmãozinho/a a sophia também vai começar a sentir um amor diferente e delicioso. amor de irmão.
parabéns maurilo. um beijão pra fernanda e pra pequena sophia.
kel

redatozim disse...

Valeu, kel, e realmente é verdade, cada amor é um amor diferente que a gente sente. Beijo.