segunda-feira, novembro 03, 2008

Resmungos

Eu sou de uma época diferente da Fórmula 1. Do tempo do Coopersucar, do acidente do Niki Lauda, dos motores turbo ou aspirados. Eu, por exemplo, nunca fui fã do Senna. Gostava, respeitava como piloto, mas era fã mesmo do Piquet, que além de mandar bem na direção, ainda dormia no carro antes da prova, não tinha papas na língua e estava sempre mal humorado.

Agora, ontem foi uma corrida inesquecível. Não digo que recuperou meu interesse pela F1, mas valeu a pena assistir. Hamilton mereceu como já havia merecido (e perdido) ano passado. Perder novamente seria injusto com um piloto tão jovem e talentoso. E Massa deu pinta de que pode levar ano que vem se a Ferrari deixar. Enfim, teve bom pra todo mundo.

Mas como eu não entendo e nem interesso pelo assunto, deixa eu voltar a algo que sei fazer bem: falar bobagem. Eu já disse e repito que odeio as expressões “de raiz” e “do bem”. Não é que eu não goste, é que eu odeio mesmo, do fundo da alma.

No meu dicionário, “do bem” = “chato” e “de raiz” = “pretensamente verdadeiro”. Existe samba e um monte de coisas que vieram depois. Existe jazz e sua evolução. Existe o rock e suas vertentes. Rock de raiz, jazz de raiz ou samba de raiz é embuste.

Aí, dona Andréa Martins vem me contar que viu, neste fim de semana, na Serra do Cipó, uma faixa que anunciava um concerto de “música erudita de raiz”.

Acredito piamente que chegamos ao fim dos tempos, que uma criança com cabeça de bode nascerá prevendo o futuro e que a Angelina Jolie vai começar a me ligar incessantemente querendo meu corpo.

Enfim, eu sou um velho resmungão.




Direto na têmpora: In This Home on Ice – Clap Your Hands Say Yeah

14 comentários:

Anônimo disse...

Adorei a enquete, Maurilo!
Seguindo esse mesmo raciocínio, seria a Levi's, uma calça jeans de raiz? Fica a pergunta no ar, risos.
Beijos,
Andrea

redatozim disse...

Uai, Dea, se a calça for masculina, pode ser. E você, votou em quem?

Anônimo disse...

Eu sou do tempo do Kunta Kintè e não sou uma pessoa "do bem". Ainda estou em dúvida.

redatozim disse...

Vote consciente, anônimo.

ndms disse...

Como me lembro dessa foto, pena que ela não captou a fala com a boquinha torta

redatozim disse...

se tivesse filme, ndms

Micho en el pais de las maravillas disse...

Ah sim! algo como um resmungão de raiz?

redatozim disse...

Nao, nao, nao, micho, minha resmunguice eh adquirida ;)

danny falabella disse...

ódio de raiz tenho eu de formula 1...hehe mas como vc tb tenho uma antipatia destas expressões. Outra que tomei pavor é "seara"...aaarrrgh não é minha seara...(será que escrevi certo???rsrsrsr)

redatozim disse...

Não é da minha seara, mas isso deve ser de fundo emocional, danny.

Jonga Olivieri disse...

Bela postagem, caro Redatozim.
Colocaste de forma precisa palavras e frases que também me deixam com alergia profunda.
Mas tem também "agregar valor", e "politicamente correto".
Odeio essas, e, atualmente voltei a falar "negão" e "boiola". Que alguém me processe, porque afinal não vejo nada de mais nisso. Esse negócio de "afro-desendente" e " diversidade sexual" é a mais pura hipocrisia, isto sim
E "agregar valor". Bom, ainda bem que esta já saiu de moda mesmo. Até praquele sujeitinho que nós conhecemos e dizia: "aguegar valor"...

redatozim disse...

Concordo plenamente, Don Oliva, politicamente correto é o cacete. Espero que nossas idéias agueguem valor a alguma discussão. Aguega aí, vai, dá uma aguegada.

deo disse...

Putz, que saudade da F1 dessa época.
Você citou apenas 3 pilotos (Lauda, Piquet e Senna) e nove títulos mundias (3 de cada).
Também sou Piquetista redatorzim!
Isso sim é F1 de raiz!

redatozim disse...

E olha que nós demos sorte, deo, imagina se o Popó Bueno é menorzinho e vai corre na F1? Fodeu geral!