sexta-feira, novembro 21, 2008

“You’ll still be here tomorrow, but your dreams may not”

Cat Stevens estava certo. Quanta coisa na qual eu acreditava não tem hoje a mínima importância. Quantas verdades absolutas hoje viraram pés de página. Quantas brigas compradas, rancores nutridos, desejos que consumiam noites hoje valem menos que nada.

Hoje preciso de coisas mais simples, mas nem por isso menos importantes. O mundo que eu quero não é o que eu queria, as coisas que eu busco nem me passavam pela mente.

Sonhos, verdades, necessidades, tudo muda com a gente. E a gente muda pra caramba. Como dizia McCartney, “I’m not half the man I used to be”, mas talvez seja dez vezes mais.




Direto na têmpora: Father and Son – Johnny Cash (with Fiona Apple)

16 comentários:

emmibi disse...

aiii, eu tenho medo desses presságios de quem já viveu mais do que eu.

danny falabella disse...

sábio e verdadeiro...por isso muitas vezes até rimos de coisas do passado.

ndms disse...

E, pensando assim, a pessoa se torna mais feliz e irradia esta felicidade parta todos que o cercam

FELICIDADES

Micho en el pais de las maravillas disse...

Ontem eu pensei muito sobre isso, porque li um post antigo do pais das maravilhas e me dei conta perfeitamente de como tudo que você escreveu é verdade.
É ali que esta a beleza da vida, na nossa capacidade de mudar.
Lindo lindo lindo!
Beijo!
Adorei a musica do cash que esta tocando no seu blip!

Gastão disse...

Redatozim, meu irmão... Não à toa sois meu ídolo.

Maravilha, cara (eu ia dizer "sensacional", ou "espetacular", mas são adjetivos que não cabem, porque o especial foi exatamente a simplicidade e a sutileza da coisa).

Eu tava precisando de ouvir isso, de lembrar disso.

E, cara, conheço gente que precisa muito ouvir isso também.

lilaemarcelo disse...

E graças a Deus que é assim! Já pensou se não mudássemos, se nossos sonhos não fossem mudando e nossos sentimentos também. Não há nada melhor do que olhar para trás e poder rir de algo que foi tão dolorido!

redatozim disse...

Não tenha não, emmibi, isso é na verdade uma coisa boa. A gente percebe como era ridícula a dimensão que dávamos para algumas coisas, como confundíamos simpatia com infalibilidade, coisas assim. Provavelmente meus sonhos e minhas prioridades mudarão ainda mais nos próximos anos (e é importante que isso aconteça), mas o que fica é a memória mesmo e a certeza de que, se a gente fizer tudo direitinho, os sonhos tendem a mudar pra melhor. Bem melhor.

redatozim disse...

exatamente, danny, me ajuda a tranqüilizar a emmibi aí rs

redatozim disse...

tomara, ndms

redatozim disse...

nada pior do que não mudar, né micho? gente com cheiro de bolor não rola.

redatozim disse...

Ah, sim, Gastão, muita gente precisa se lembrar de que sonhos perdem a validade. E antes que eu me esqueça, continuas mal de ídolo, hein?

redatozim disse...

exatamente, lilaemarcelo, nada pior do que aquele que não renova sonhos e vontades e esquece que o melhor lugar pro passado é exatamente lá, no passado.

Anônimo disse...

Hoje, mais do que nunca eu precisava ler algo assim. Acredite redatozim, você me fez um bem danado

Muito obrigado e que a felicidade seja um estado de espírito constante na sua vida. Tenho a certeza, assim é e assim será

redatozim disse...

Obrigado a você, Anônimo, e que bom que lhe foi útil.

Rubens disse...

Pronto! O álibi perfeito que todo político precisava está à disposição no Pastelzinho. Hehehe...

Sábias palavras, my friend. E sábias porque ditas, uma vez que quando mais jovens jamais nos imaginaríamos dizendo algo assim.

redatozim disse...

E tem coisa pior do que político apegado ao passado, rubéola, que nem entende as novas questões do mundo? É isso, velho, já disse e repito: o melhor lugar para o passado é lá, no passado.