quinta-feira, novembro 20, 2008

A bexiga

Você já viu uma bexiga? Bexiga mesmo, do corpo humano. Pois bem, de todos os elementos do nosso corpo, o que mais admiro é a bexiga.

A capacidade média da bexiga urinária é de 700ml a 800ml e é ela que me faz aguentar reuniões intermináveis, esperar surgir o próximo posto na estrada ou assistir a um filme sem me molhar inteiro, principalmente se levarmos em conta o meu consumo abusivo de Guarah ou Coca Zero (sim, o vício permanece).

E me parece incrível o poder que a bexiga tem de mobilizar o resto do corpo quando atinge o seu limite. As pernas se enroscam involuntariamente, o queixo treme, as mãos ficam suadas, tudo isso para preservar suas calças e sua dignidade.

A bexiga é uma vitoriosa, uma heroína que não recebe o reconhecimento que merece. Mas não aqui no Pastelzinho. Aqui, a bexiga reina dilatada, cheia, sempre a um segundo da explosão, plena e esplendorosa.

O coração é legal, os rins são bacanas e até a vesícula é joinha, mas a bexiga sim, merece toda a nossa admiração. Por isso, se você urina, dê um abraço na sua bexiga. Ela merece.


Minha "ídola", a bexiga.


PS - Este post não possui nenhum objetivo ou sentido escuso, é apenas o reconhecimento à parte do corpo que me possibilitou vir do Barroca até Nova Lima sem inutilizar o estofado do carro.




Direto na têmpora: Valentine - The Replacements

18 comentários:

Eduardo César disse...

Uma justa homenagem a quem zelou por sua dignidade.

emmibi disse...

A minha não é tão legal assim.
Eu paro de posto em posto quando viajo.
Eu acordo 3 vezes por noite porque ela não dá conta.
Então, vou me abster de abraçá-la, porque ela pode se vingar se for apertada.
Rá!

ndms disse...

Ja morri de rir varias vezes com esta sua historia. Muito bom!

danny falabella disse...

não converse este papo com mulher grávida pq a bexiga se torna inútil neste período hehehe mas realmente a gente só se lembra da dita qdo a coisa aperta...

redatozim disse...

Exato Edu, pra essas coisas a gente tem que prestar homenagem em vida.

redatozim disse...

emmibi, tenho muita pena de você quando engravidar. Muita.

redatozim disse...

Valeu, ndms.

redatozim disse...

pois é, danny, mas mesmo assim, espremida, reduzida, jogada pra escanteio ela ainda faz o seu máximo.

zega disse...

pense em trocar a coca zero pela coca light. todos os seus órgãos vão agradecer.

redatozim disse...

Já troquei a pizza pela rúcula, zega, um passo de cada vez.

Carlos Emerson Jr. disse...

E eu que só conhecia duas bexigas: a bola mesmo e o bairro do Bixiga (hummm....) em SP!
Da minha mesmo só lembro quando ela precisa esvaziar e não tem um banheiro por perto...

redatozim disse...

Pois é, cejunior, é justamente nessas horas difíceis que os grandes (e dilatados) mostram o seu valor. Viva a bexiga!

Anônimo disse...

O que dizer então do intestino hein!

redatozim disse...

Ah, não, Anônimo, mas aí é diferente. O intestino produz e a bexiga retém. Enfim, mas aí é uma discussão escatológica na qual não entrarei.

Jonga Olivieri disse...

Para exemplificar, tem cena melhor do que Peter Sellers em "Um convidado bem trapalhão..."? Aquilo é dupirú! Ou melhor: da bexiga mesmo.
Don Oliva

PS - Ah, os olhos de emmibi...

redatozim disse...

Perfeito exemplo, Don Oliva, O Sr. Sellers diz tudo.

Grace disse...

Puxa, encontrei alguém, além de mim, que tem verdadeira admiração pela sua bexiga (a sua, a minha, enfim.)

Sabe uma descoberta sobre a bexiga que me surpreendeu? Ela é ligada ao umbigo. (Vê aquele "acabamento" por cima dela, como se fosse o talo de uma cebola? Então. Termina / começa no umbigo.)

redatozim disse...

Putz, Grace, é sério o lance do umbigo? Caramba, nunca imaginei.