terça-feira, julho 14, 2009

Verdades da PP

Durante algum tempo eu fiz no Twitter a série Verdades da PP, com observações e comentários sobre o dia a dia do mundinho publicitário.

Alguns reclamaram quando a série acabou e agora, meses depois, eu coloco algumas das pérolas aqui. Com vocês, Verdades da PP.


- Quanto mais o cliente mexe no trabalho, mais ele reclama do resultado.

- Sair no horário não é direito, é privilégio. Chegar na hora nao é dever, é excentricidade.

- Prazos são, em 95% dos casos, uma determinação aleatória de quem nunca criou um cartão de visitas na vida.

- Se você demorou 3 horas para criar algo, vai demorar pelo menos mais 3 pra fazer "só uma mudançazinha".

- Publicidade nunca foi uma ciência exata. E está ficando cada vez menos humana.

- Quanto mais importante é o trabalho, mais porcalhão é o briefing.

- Só porque você gostou, seu dupla gostou, a equipe gostou e o Diretor de Criação gostou, não quer dizer que a peça é boa.

- Se o cara fala como picareta, age como picareta e é tido como picareta pelo mercado, ele muito provavelmente é picareta.

- Tudo é muito simples de se fazer desde que outra pessoa seja responsável por fazê-lo.

- Quem pensa diferente é sempre o mais elogiado. E o mais reprovado também.

- Toda agência com mais de 3 funcionários tem pelo menos 1 mula, 1 estrela e 1 fdp.

- O fim da propaganda aconteceu quando os clientes aprenderam os termos "clean", "photoshop" e "mais opções".

- A publicidade está para a arte como a Cecizinha da sua sobrinha está para uma Ferrari.

- O mundo tá cheio de gente melhor do que você. Teve uma idéia boa? Põe no ar, senão outro vem e sai na sua frente.

- O fato do cliente ser burro e você um gênio, ou vice-versa, não altera o prazo e nem o seu salário.

- Um bom briefing pode ser escrito com 20 ou 30 palavras. Normalmente são as 20 ou 30 palavras que faltam no briefing que você recebeu.

- Os prazos mais curtos de criação correspondem aos prazos mais longos de aprovação.

- Seu trabalho sempre vai passar por 10 pessoas que só podem dizer não antes de chegar à única que pode dizer sim.

- Esperar sanidade mental, coerência e clareza dos outros é a última coisa que um publicitário deve fazer.




Direto na têmpora: Sour Cherry - The Kills

10 comentários:

mzk disse...

hahahaha muito bom! é cara, tamos na merda mesmo...

redatozim disse...

cara, saquei algumas ilustrações no seu blog. parabéns, velho, muito bom. ignore esse velho resmungão aqui e siga em frente.

Micho en el pais de las maravillas disse...

Eu mereço!
Posso colocar no pais das maravilhas? posso? ah fala que pode vai!
Esse dai é o post do ano!
Beijo:
micho

redatozim disse...

tá liberado, micho.

Renata Feldman disse...

Não é à toa que eu fui fazer psicologia!

redatozim disse...

Não deixe os seus alunos lerem isto, Rê.

Danny disse...

PERFEITO...ALGUNS ATÉ DOEM DE TÃO VERDADEIROS..

redatozim disse...

é um mix da carreira, danny rsrs

Jonga Olivieri disse...

Tem coisa muito boa aí.
Mas achei que a do "fim da propaganda aconteceu quando os clientes aprenderam os termos 'clean', 'photoshop..."
Acrescento que culminou quando começaram com o "agregar valor".
Don Oliva

redatozim disse...

Claro, Don Oliva, como é que eu fui me esquecer do "agregar valor".