segunda-feira, outubro 29, 2007

Homens que guardam dinheiro debaixo do colchão

Admire sempre um homem que guarda dinheiro debaixo do colchão. Homens assim não confiam em instituições, riem da segurança em que os outros acreditam, acham que o de valor se deve ter sob os olhos. São raros esses homens que guardam dinheiro debaixo do colchão.

Um homem que guarda dinheiro debaixo do colchão acredita na inviolabilidade do lar e faz da cama seu sacrossanto espaço, onde o repouso é também vigília. Um homem assim não se entrega ao novo, sem mais nem menos, e respeita antes o que já conhece. Prezam a casa e a família esses homens que guardam dinheiro debaixo do colchão.

Um homem que guarda dinheiro debaixo do colchão não tem cheques ou cartões de crédito, não compra quotas ou abre crediários, não sabe de juros e nem se importa com a bolsa de valores ou com as moedas estrangeiras. Ignoram as páginas de economia esses homens que guardam dinheiro debaixo do colchão.

Admire sempre um homem que guarda dinheiro debaixo do colchão.


PS – O Zeitgeist, novo cd do Smashing Pumpkins, é muuuiitooo booomm. Baixe, compre, vá ao show, rapte o Billy Corgan, não importa. Quem gosta tem que ouvir e celebrar a volta dos bons tempos.




Direto na têmpora: Tarantula – Smashing Pumpkins

4 comentários:

don oliva disse...

Mas, será que ainda tem gente assim?
Bom, aí pelozinteriô, é bem provável mesmo.
Na capital é mais comum aqueles que ganham dinheiro em cima do colchão.
Como diria alguém que lhe escreveu aqui outro dia: kkkkkk! (achei melhor que hehehe)

Redatozim disse...

Homens que guardam dinheiro debaixo do colchão sempre existirão, Don Oliva. Pelo menos em espírito, sempre tem algum por aí.

Danny Falabella disse...

gente eu vivi esta historia com um senhor português que era caseiro do sitio do meu padrasto. Ele estava lá fazia decadas e faleceu já bem velhinho. Não falava portugues brasileiro muito bem...Morreu no hospital e não tinha familia. Somente a gente. Aí fomos eu e minha mãe na casinha dele que ficava no fundo do pomar pegar uma roupa para o enterro dele qdo, ao mexer nas coisas, nos deparamos com o colchão cheio de dinheiro e tb uma mala de madeira lotada de cédulas...todas muito antigas e somente poucas recentes...e era muita nota...chorei a rodo de tanta dó..um senhor humilde e tão inocente..assim que li o post me lembreu dele e seu delicioso sotaque lusitano.

Redatozim disse...

Olhaí, não falei que homens que guardam dinheiro debaixo do colchão são bacanas?