quarta-feira, novembro 11, 2009

Os loucos daquele tempo

Se você é do interior, certamente conviveu com uma boa dose de loucos. Ipatinga, onde eu nasci e vivi até os 16 anos, era fértil em malucos e peças raras.

Tinha doido com problema mental, doido por uso de dorgas, doido de temperamento, doido por opção, doido que era mais normal que a gente, tinha de tudo.

Pois bem, um desses doidos que era um grande amigo meu tinha uma série de cacoetes estranhíssimos e uma mania muito esquisita, mas que acabava sendo muito boa pra gente. Volta e meia, lá vinha ele perguntar:

- Maurilo, posso te dar um soco no braço?

- Tá doido, Fulano? Claro que não.

- Só um soco.

- Não, porra, sossega.

- E se eu te pagar um Cornetto?

- Não, cara, só um Cornetto é pouco pra um soco no braço.

- Um Cornetto, uma Coca e um mixto.

- Ok, pode dar o soco.


E assim lanchávamos de graça, com direito a sobremesa, graças ao nosso amigo doidinho.




Direto na têmpora: Eyes - Rogue Wave

18 comentários:

Danuza Falabella disse...

hahhaha ainda bem que era só soco no braço né?

redatozim disse...

que nada, danny, tinha chutre na bunda, tapa nas costas, só não rolava o que você pensou aí rsrsrs

Jonga Olivieri disse...

Tem doido pra tudo.
Quando eu era garoto tinha um, do tipo mendigo que virava pra você e dizia: "Três pulinhos, dois cruzeiros" (naquele tempo a nossa moeda).
E a gente tinha que dar os três pulinhos e sair correndo, pois, crianças nunca tínhamos dinheiro pra dar pro doidão.
Don Oliva

redatozim disse...

Três pulinhos, dois cruzeiros é boa, Don Oliva. Vou fazer essa na Praça Sete pra descolar um troco.

Sakana-san disse...

Ah, eu pedia logo um "xis-tudo" e depois de comer alegaria que sou mulher e que não se bate numa mulher nem com uma flor, ahahahahahah!

Danilo Castro disse...

Maurilo,

me surpreendi com seu comentário no meu blog... Eu ando meio afastado do meu espaço e afastado da escrita... Ando muito atarefado e meu computador foi pro brejo há alguns dias, talvez o mesmo brejo do Sebastião ou do Danilo. Aquele texto falou muito pra mim. Minha tia é pedagoga e me mostrou o texto na revista, pra mim, bonito não foi apenas a símile dos nomes, mas também de fatos da minha vida mesmo. Foi algo importante, simples e complexo pra mim. Não sei como você acabou encontrando meu blog, mas fico feliz pela sua visita.

Um abração, continue escrevendo.

Danilo Castro.

redatozim disse...

Danilo, na verdade eu busquei hoje no Google sobre texto e fiquei surpreso ao vê-lo publicado no seu site. Ver que ele tinha sido tão elogiado então foi melhor ainda. Boas surpresas da net. Abraço.

redatozim disse...

Ah, sakana-san e um rodízio de pizzas? Ia ser perfeito.

ndms disse...

Podemos saber sobre o texto em questão?

ndms disse...

Bem, se você está sentindo falta de soco, tapas, cusparadas, etc.., eu vou pedir para alguém conversar com você por alguns minutos ( você sabe quem e o serviço é garantido )

redatozim disse...

Você quer saber quem é o santo, ndms? De jeito nenhum.

redatozim disse...

Sentindo falta não, ndms, mas pagando uma parcela do carro, quem sabe um soquinho rola?

alexandre disse...

e então você começa a trabalhar e percebe que é até barato pagar para acertar outras pessoas.

mas só que seus coleguinhos não aceitarão somente um cornetto, um mixto e uma coca cola.

redatozim disse...

uai, alexandre, arrisque, tem sempre uns que aceitam.

Farofa disse...

o problema era ter que lanchar usando só um braço né?

redatozim disse...

hahahahaha era por aí, Farofa.

Presunto disse...

Ai ai... cusparadas, né "Tio Nilo"? Naquele dodge amarelo?

Não, obrigado. ;-)

redatozim disse...

Presunto, se bobear ele era dos piores, pior mesmo que o protagonista do post.