segunda-feira, agosto 11, 2008

O jogo político (no bom sentido)

Doutor Rubéola indicou o game das eleições, onde você descobre se o seu candidato à prefeitura de BH tem afinidade com as suas idéias.

Devo votar no Sérgio Miranda (como sempre), mas gosto bem da Jô Moraes. Eles ficaram respectivamente em terceiro e segunda em "parecência" de idéias comigo. Em compensação, o cara que ficou em primeiro eu nunca ouvi falar.

Enfim, na pior das hipóteses é um joguinho divertido.




Direto na têmpora: Nosso louco amor - Gang 90 e as Absurdetes

6 comentários:

fortaleza disse...

Se eu morasse em Belo Horizonte, votaria na Vanessa Portugal do PSTU. PSTU não me parece bom.

redatozim disse...

Olha, fortaleza, ainda bem que você não vota aqui.

Tainá disse...

Se eu morasse em Belo Horizonte, parece que eu votaria no Gustavo Valadares, do DEM.

Aqui em Goiânia, o DEM faz parte da coligação do Sandes Júnior, deputado federal e radialista em quem eu não voto mesmo.

redatozim disse...

Em BH tem outro problema, Tainá. Além de ser do DEM, esse Gustavo é filho do Ziza Valadares, presidente que está fodendo o meu Galo justo no Ano do Centenário. Como disse ao (à) fortaleza, ainda bem que você não vota aqui risos

Eduardo César disse...

Interessante o jogo. Segundo ele, o meu candidato também é o Valadares. Tem lógica: se o Ziza está sendo tão bom para os cruzeirenses como presidente de um clube, provavelmente seu filho também será como prefeito da cidade.

redatozim disse...

Edu, infelizmente o seu raciocínio tá certo. É capaz do faixa azul virar estacionamento gratuito pra cruzeirenses e cobrado em dobro pra atleticanos.