segunda-feira, agosto 18, 2008

O doido de Passos

Faz anos que eu não vou a Passos, muito tempo mesmo, mas aquele é um lugar muito bacana. Ou era.

Lembro que estive por lá coisa de 20 anos atrás e havia um doido na pracinha que abordava a todos da mesma forma:

- Comé que cê chama?

- Maurilo.

- Cê é de onde?

- Ipatinga.

- Tá na casa de quem?

- Do Hermes Musetti.

- Então tá.



Terminado o diálogo você continuava seu caminho e, a partir daí, toda vez que passava pela praça, era abordado pelo doido que dizia:

- Você não é o Maurilo, de Ipatinga, que tá na casa do Hermes Musetti?

- Sou.


E ele, todo orgulhoso:

- Como é que eu sei, hein? Como é que eu sei, hein?

É por essas e outras que eu adoro gente doida.




Direto na têmpora: Telephone song - Stevie Ray Vaughn

14 comentários:

ndms disse...

Falando em Passos: sua avó completa 95 anos no dia de hoje

Lucas Queiroz disse...

A cachaça e a miséria são os pilares da loucura. Com certeza esse comentário deve ser o auge do dia do cidadão.

redatozim disse...

Sim, estamos tentando falar com ela, ndms. 95 anos merece comemorar.

redatozim disse...

Lucas, esse tipo de comentário era praticamente a razão de existir do cidadão.

Micho en el pais de las maravillas disse...

Ah como eu gostaria de conhecer o tal!

redatozim disse...

Só vi uma vez, mas rio dessa mania dele até hoje, micho.

danny falabella disse...

gente doida (e mansa lógico) é um barato..hehee

beijos para vovó e parabéns pq 9.5 né pra qualquer um não.

redatozim disse...

E ela deve estar na gandaia, danny, porque liguei umas 3 vezes e nada de atender o telefone.

Tainá disse...

aqui em goiânia tem um cidadão que corre para trás em plena BR por volta do meio dia. ele já é famoso na cidade. e olha que o cara é rápido!

redatozim disse...

O caboclo corre de fasto na BR, Tainá? Vixe...

tita disse...

Mais um amigo próximo se mudou...muitos se mudando...Rio, Sampa, Brasília..bom, o último foi pra longe de mim e pra perto de tu...rs...tá morando em BH..

redatozim disse...

Fala pa ele se apresentar, tita, via pastelzinho mesmo. Ajudo no que puder.

APPedrosa disse...

Oi Maurilo, sou amiga da Liene e do Eduardo e pelo blog deles cheguei ao seu. O Pastelzinho é muito legal, parabéns. E essa história me fez lembrar um bêbado que fica aqui perto de casa. Quando eu estava grávida um dia ele me perguntou:

-É menino?
- Não, menina.
- Como vai chamar?
- Beatriz.

A partir daí, sempre que eu passava, ouvia o grito:

- Oi mãe da Beatriz!

Abraços,

Ana Paula

redatozim disse...

Bem vinda, mãe da Beatriz e parabéns pelo bêbado da sua rua. Muito educadinho ele, viu? risos