quinta-feira, junho 21, 2007

Aquela que matou o guarda

Não sei o que o Mantega anda tomando, mas vou querer duas garrafas pra esse fim de semana.

Mantega: crise aérea é sinal de prosperidade.
O ministro da Fazenda, Guido Mantega, negou, nesta quinta-feira, que haja um "caos aéreo" no Brasil. Os atrasos e cancelamentos de vôos nos aeroportos são, segundo ele, "parte do preço do sucesso da economia". O ministro acredita que o motivo dos atrasos é o "aumento do fluxo de tráfego por causa da prosperidade do País".




Direto na têmpora: Next year, baby - Jamie Cullum

8 comentários:

zega disse...

a única coisa que tem prosperado a ritmo acelerado nesse país é a cara de pau dos colarinhos. put a keep are u...

felipe disse...

e eu aqui fazendo campanhas anti drogas.

Redatozim disse...

Deveríamos exportar, Zega.

Redatozim disse...

Felipolha, a dele é lícita. Chama-se "poder". No mais, você tem que ver o vídeo do post anterior. O Pawlow também.

Raquel disse...

Relaxa e goza foi mais bacana, né?

Redatozim disse...

É páreo duro, viu Raquel. Troféu Joselito pros dois.

Jonga Olivieri disse...

Nota-se ao redor, observando as condições do povo brasileiro, que a prosperidade é evidente.
Talvez os mendigos estejam calçando Prada, ou vestindo Armani.
Sinal dos tempos...
Ah, esse Mantega, acho que bebeu uma cana da pior espécie possível e daí foi para a TV falar aquela besteirada toda.

Redatozim disse...

E o pior é se o cara realmente acredita no que diz. Aí é caso perdido.