terça-feira, setembro 01, 2009

Inalienável

Eu me dou o direito de não gostar de Elis Regina.

Sim, eu tenho o sagrado e inalienável direito de achar que nem tudo o que Picasso fez é genial.

Eu posso dizer que não gostei do filme novo da Almap e que a idéia das pipocas e da nova Saveiro não me encantou.

Eu tenho total liberdade para afirmar que acho frango uma porcaria, que não sou tão fã de Clarice Lispector e que Caetano e Chico deixaram de ser geniais há pelo menos 20 anos.

Eu acredito que Penélope Cruz é bonita, mas nem tanto, e que Woody Allen tem dois ou três filmes muito chatos.

Para mim, Dalto é melhor que Djavan e os Los Hermanos não passam de uma banda mediana.

Eu não acredito em vacas sagradas, não acho que o Senna tenha sido o melhor piloto de todos os tempos e não tenho a mínima esperança de que o Brasil será um país ético.

E sabe o que é mais bacana? O fato de você discordar de tudo isso não muda em nada o que eu sinto (nem pelos nomes citados acima e nem por você).




Direto na têmpora: Maria - Blondie

16 comentários:

Jonga Olivieri disse...

Posso discordar de muitas das coisas enumeradas aí.
Mas tenho que concordar com você que Caetano e Chico deixaram de se geniais, não sei se há 20 anos, mas que tem um tempão, lá isso tem.
Também que o Wood Allen já fez alguns filminhos chatos, muito embora eu goste da maioria.
Mais: Picasso por vezes escorregou na maionese.
E, principalmente que o Brasil venha ser um país ético... Pelo menos com alguns políticos que andam por aí!
Mas a Elis!!! Bom, sou fã de camarote. Não tem jeito... Pense o que pensar de mim. Snifff!
Don Oliva

redatozim disse...

Que é isso, don Oliva, gostar da Elis é direito inalienável seu, uai. Eu é que acho que ela canta mais exageradamente do que emocionadamente.

Gui de Deus disse...

Cara, impressionante.

Acabei de descobrir que além do lance dos 7 anos de casado, temos MUITO mais coisas em comum do que basquete, rock'n'roll e amor pelas letras.

A gente definitivamente precisava conviver mais... :o)

Abração Maurilão!

redatozim disse...

hahahaha se for pra falar mal dos outros, vamos nessa, Gui.

Carlos Emerson Jr. disse...

Foi uma grande cantora mas nunca comprei um lp ou cd dela...
Chico, Caetano e outros medalhões intocáveis por aí, que deixaram a criatividade em algum lugar dos anos 80 ou 90, sei lá...
E, com certeza, o Brasil nunca será um país ético!
Um abração.

redatozim disse...

Acho que no lance do país ético infelizmente todo mundo concorda, cejunior

Danny disse...

ufa. que alivio ler isso...sempre fui masssacrada por que não curto Jazz. Não curto e pronto. Nem por isso soupior dos que amam, veneram e se consideram os entendidos (na nossa área tem um bocado). Me desculpem. Não rola. Do mesmo jeito que respeito quem gosta e até sei do imenso valor que tem, eu não gosto e quero que respeitem isso.

Do mesmo jeito que respeito tudo aí que vc escreveu. Pra ser sincera, muitas coisas que vc teve coragem de escrever eu ja pensava..mas tinha medo de ser apedrejada. heheeh

Jonga Olivieri disse...

E é importante ressaltar que tudo que você expressou também é um direito inalienável seu.
Êta, isto é que é blogue democrático, sô!
Don Oliva

redatozim disse...

hahaha eu amo jazz, danny, mas nem por isso vou te desprezar, viu? Eu sou assim, uma alma liberal ;)

redatozim disse...

Mas como diz um amigo meu, Dn Oliva, "democracia tem limites"e se alguém vier falar mal dos Beatles eu veto na hora rsrs

Rafael disse...

Posso acrescentar?

Odeio "filtro solar" narrado pelo mala do Pedro Bial... tipo é sofrível, textinho maldito de auto-ajuda pra recem formados... Talvez sim.... ou não... pelo amor de mi hijos pequenitos!!!!

redatozim disse...

hahahahahahaha muito bom, Rafael, filtro solar com Bial é um teste severo à capacidade sacal mesmo.

tita disse...

=)
Boa!!

redatozim disse...

valeu, tita

zelig disse...

na ditadura eu mando em vc, na democracia vc manda em mim!

redatozim disse...

Meu caro zelig, apenas uma observação: na ditadura vc manda em todos, na democracia todos mandam em vc.