quarta-feira, outubro 28, 2009

Culpa

As pessoas tendem a simplicar as situações. É como se tudo precisasse ter apenas uma única e bem definida causa, sabe-se lá porque. E todos sabem muito bem que quase nunca é assim.

É absurdo achar que uma equipe de futebol perde um título apenas por um gol desperdiçado em uma partida.

É absurdo imaginar que um casamento termine por um fato isolado.

É absurdo considerar que um candidato a prefeito foi derrotado porque o jingle não era bom.

E no entanto as pessoas continuam usando o argumento da causa única para mascarar sua incapacidade de analisar a conjuntura de forma mais ampla. Isso sem falar que uma explicação simples assim deixa mais fácil encontrar uma solução (por mais ineficiente que ela seja) e se extrair lições (não necessariamente mais corretas).

É por isso que eu acredito piamente que, nas maiores cagadas, os grandes culpados costumam ser os mais inocentes e os grandes acusadores costumam ter enormes parcelas de responsabilidade. É só olhar com cuidado.




Direto na têmpora: Gotta Have You - The Weepies

10 comentários:

Farofa disse...

E tem Culpa eu? Bakana demais o blog Maurilo, sou o Bruno Garofalo, fui seu aluno na Estácio. se puder passe no meu depois! abraço http://farofadas.blogspot.com/

redatozim disse...

Lembro de você sim, Bruno. Bom que você passou por aqui. Vou passar no farofadas sim. Abraço.

Andre disse...

Pois é, é mais ou menos o que a gente ouve dos designers de moda de vez em quando...

"-Ah, a coleção vendeu que foi uma maravilha, mas também, tava tão maravilhosa!!!!"

E outras vezes a gente tem que ouvir

"-Essa coleção não vendeu bem, também, o catálogo ficou tão fraquinho, as fotos não ficaram boas"

Claro, a coleção nunca vai vender mal porque a coleção em si tava ruim... :-)

Coisas da vida... Hehehehe!

redatozim disse...

Quanto a isso não tem dúvida, André. Se a culpa puder ser do outro, será.

Danuza Falabella disse...

é a velha história da corda que arrebenta sempre pro mais fraco...e vc tá certo: na maioria das vezes os que apontam o dedinho podre são os mais culpados.

redatozim disse...

autoanálise isenta é uma coisa cada vez mais rara, danny.

Jonga Olivieri disse...

Isto é uma prática antiga. Tão antiga quanto a humanidade!
Don Oliva

redatozim disse...

tem culpa eu, don oliva?

Micho en el pais de las maravillas disse...

Culpa é uma coisa bem confortavel,
Assum a culpa é assumir que não vou fazer mais nada a respeito disso...tão diferente de assumir responsabilidade....ah o mundo!

redatozim disse...

Melhor é assumir a responsabilidade para que depois não haja culpa pra sobrar pra ninguém, né, micho?