segunda-feira, setembro 22, 2008

Sem carro

Hoje é o Dia Mundial Sem Carro. Para falar a verdade, eu nunca me ligo nessas coisas. Se estivesse em BH, provavelmente levaria Fernanda pro trabalho, a Sophia pra escolinha e iria pra Domínio de carro.

Eu sei, eu sou praticamente uma megaindústria petrolífera em meu descaso pelo meio ambiente, mas numa boa, o fato de eu ter carro flex já ajuda, né?

Aí pensando nisso eu lembrei de um pessoal que resolveu boicotar a Coca-Cola em repúdio ao imperialismo americano e suas garras sujas na América Latina ou algo que o valha. Um deles defendia exaltado a decisão do boicote, quando um outro, que estava quieto, levantou puto e mandou:

“Seu tênis é All Star, seu computador é Apple, você tem um ipod e está ouvindo Nirvana e vem parar de tomar coca, porra! Você tem que tomar é vergonha.”

Nenhuma analogia com o Dia Mundial Sem Carro, por favor, não me entendam mal, foi só porque lembrei do caso mesmo.



Direto na têmpora: Wonderwall – Cat Power

14 comentários:

danny falabella disse...

heehe quando eu li" vc tem é que tomar"...eu achei que vinha outra coisa..
No mais eu até as vezes largo meu carro na garagem mas para ir a certos lugares lixo de parar e que o estacionamento é um assalto do tipo 5,00 a hora. O nosso transporte publico desamima horrores e dependendo de certos bairros de BH para ir a pé tem que fazer escalada para chegar...e ainda chega suando horrores por causa dos morros..não rola.

redatozim disse...

Lá em casa é até bom de ônibus, danny. Os problemas são que eu trabalho em Nova Lima e que ainda tenho que transportar Fernanda e Sophia. Nesses dias que estou fora, por exemplo, os gastos com taxi correspondem à arrecadação mensal de um município de porte médio.

Charlene disse...

bom .. sendo dia mundial ou não sem carro , eu não tenho mesmo.. e isso me traz uma grande tristeza, ainda mais quando se trabalha um pouco longe... " seu eu tivesse" eu com certeza ignoraria que hj é esse dia , gosto de conforto e carro serve para isso...
quanto a coca... eu aprincípio li que nem a danny...
a coca é um vicio tão grande, que deveria ser considerada uma drogam mas quem sou eu para falar contra... não vivo sem

redatozim disse...

Charlene, bem vinda ao time dos que não abrem mão do conforto. E, por enquanto, nem da coca cola.

don oliva disse...

Essa da Coca-Cola é grande.
E realmente é isso que você disse.
Ou não se usa nada ou se usa o que tem. E está por todo lado*.
É inevitável.
Sou a favor da luta anti-imperialista -- e você sabe disso --, mas, atitudes como essa são apenas manifestações "festivas".

(*) isso me lembra um livrinho publicado pela UNE (nos velhos tempos) chamado "Um dia na vida de Brasilino" e mostrava que tudo que se consome faz parte dessa megaestrutura.

zega disse...

e eu continuo com o meu projeto de ter quatro bicicletas e nenhum carro, e ainda me deslocar 80% das vezes à pé ou de bike. os outros 20% ficam pra caronas e/ou ônibus.

[pausa para os comerciais]
vou aproveitar pra puxar a brasa pra minha sardinha e divulgar o segundo desafio intermodal, realizado na semana passada: várias pessoas, saindo da puc, tinham como objetivo final a savassi. cada uma teria que usar um (ou mais) meio de transporte...: http://www.mountainbikebh.com.br/blog/?p=255

redatozim disse...

Até porque, Don Oliva, uma coisa é combater por combater, outra é incentivar que aqui se faça tão bem quanto, concorda?

redatozim disse...

Vai com fé, Zega. Admiro, mas não encaro.

don oliva disse...

É por aí. E também o combate tem que ser em outro nível.
A Coca-Cola não vai falir porque eu deixei de bebê-la.
Aliás, não curto muito "colas". Prefiro mesmo o nosso guaraná. Da Antártica, claro!

redatozim disse...

O Guarah é minha salvação às vezes, don Oliva.

deo disse...

É o terceiro ano que não uso carro no dia 22 de setembro. Acho que começa assim, um dia por ano não faz mal a ninguém.
Como o redatozim falou eu também trabalho em Nova Lima e assim fica mais difícil de não usar carro. Qdo estava na Lápis ia à pé ou de bike.
Pode ter certeza que qdo vc chega em casa está bem menos stressado.

PS: agora com essa lei seca eu tenho andado muito... rsrs

Carlos Emerson Jr. disse...

Cara, não dá para ter carro no Rio ou em SP. E o pior é que tem tanto carro nas ruas que até o precário transporte coletivo dessas duas cidades está ficando cada vez mais engarrafado!!!
Enfim...
Ah sim, não gosto de Coca-Cola. Preferia o Guaraná da Antártica, muito mais saboroso.
Um abração.

redatozim disse...

Exemplo são o Marcelinho e o Zé Garapa, deo, o resto é tudo vagabundo.

redatozim disse...

Cejunior, pois pra mim o homem que inventou a Coca Cola, o homem que inventou a pizza e o homem que inventou o chocolate deveriam ser canonizados.