segunda-feira, setembro 08, 2008

Na gominha

Grana é sempre um negócio complicado em propaganda. Muitas idéias que o cliente amou são sumariamente eliminadas quando entramos na fase dos custos. Aliás, totalmente normal, afinal, a gente cria, mas quem paga é ele.

Daí que eu lembrei de um ex-patrão que, ao apresentar um filme, foi ovacionado após a apresentação do roteiro, apenas para ouvir a seguinte réplica quando entrou nos custos (opa):

"Cinqüenta mil para fazer um filme? Cinqüenta mil!? Para fazer isso aí eu mesmo faço com vinte mil!"

Meu ex-patrão então levanta-se e, dando a reunião por encerrada, responde:

"Então é isso, já temos aí nosso fornecedor pro filme. Pode começar a falar com o RTV e vamos tocar o projeto."

Lógico que o cliente capitulou, pediu mil perdões e fez um filmezinho mambembe qualquer com um terço da verba e um décimo da criatividade.




Direto na têmpora: Venus in Furs - Velvet Underground

8 comentários:

ndms disse...

Se trata do famoso binômio: custo x qualidade que, na maioria das vezes, o barato sai caro

redatozim disse...

Quase sempre sai, ndms.

danny falabella disse...

isso dói na alma. Acabo de voltar de um cliente que não é um clientinho qualquer, uma puta empresa solida no mercado a 34 anos, onde escuto o seguinte apos um pedido de serviço no minimo gigante com milhões de coisas a serem feitas: "por favor, faz um precinho bem bacana pra gente pq não podemos gastar muito..." por motivos éticos eu não posso revelar qual é o cliente, mas sei que faturam na casa dos milhões...so me resta suspirar e chorar e pensar no tal precinho...******

redatozim disse...

E o pior é que eu não faço isso com médico, não faço isso com advogado, não faço isso com dentista, mas o inverso é sempre verdadeiro, danny.

Rubens disse...

Genial a tirada do ex-patrão. Geralmente, contra esses arroubos de miséria dos clientes, nada como um exercício de empatia. Basta devolver na mesma moeda, depreciando o produto dele ou argumentando se ele venderia o próprio produto por menos da metade e se aceitaria um monte de pitacos pra "deixar mais com a minha cara".

redatozim disse...

se eu fosse homem de verdade eu até faria essas coisas, rubéola.

Tita disse...

Nossa....váarias vezes me deparei com isso...e adivinha minha função dentro da agência? RTVC..ai, ai...não mandava em nada e ainda tinha que aguentar a pressão do cliente e dos atendimentos, que concordavam com absolutamente tudo...
Depois de anos...cansei. Saí de agência. As vezes dá saudade...às vezes...rs...

redatozim disse...

É Tita, rtvc e produção gráfica sempre sofrem mais. A saudade passa logo, boba.