quinta-feira, abril 29, 2010

Percepção e realidade

Uma pessoa que trabalha em uma certa agência soltou um comentário no twitter. Uma reclamação sem nomes, sem detalhes, apenas uma frase.

Segundos depois, a mesma pessoa recebe seis comentários perguntando: é tal pessoa? E era. Os seis acertaram.

Se algum dia eu fizer no twitter algum comentário como "é um filho da puta", duvido que receberei seis comentários identificando o suposto fdp de maneira unânime e correta.

Podem achar que eu estou falando de um guardador de carro, de um cliente, de algum atendendente da telefonia celular, enfim, não basta a frase e o meu local de trabalho para saber de quem se trata.

No caso dessa outra pessoa (o alvo da frase, não o autor) o histórico não admite equívoco. Fulano trabalha em tal lugar, o filho da puta é ele.

Incrível como a fama, justificada ou não, precede alguns. Preconceito? Talvez, mas penso antes em prevenção. E nós, como podemos, nos precavemos.

Sei lá, achei meio triste isso.




Direto na têmpora: Who's Gonna Take The Weight – Gang Starr

6 comentários:

Rapha Garcia disse...

Concordo. Pensando em aspectos pessoais (nada a ver com trabalho), tem vez que fazemos um post ou mandamos um tweet que você não precisa nem de falar nada de mais. Mas a carapuça serve como se tivesse sido feita sob medida!

Nunca vi!

Isso, sem contar nos tipos de pessoas que acham que toda e qualquer indireta é DIRETA e é pra ela. Nesse ponto, até eu sou assim, ás vezes.

redatozim disse...

Rapha, esse é o lance. Mesmo quem não conhece a pessoa, "conhece" a pessoa.

Ilda Marcia disse...

não tem nada a ver com o post, é que acabei de ver no blog para francisco da cris guerra o anúncio do seu livro na semana cultural de bh. Morri de inveja de não morar perto da cidade p/ poder ir, então desde já sucesso e parabéns.

redatozim disse...

Quando estiver vendendo eu vou anunciar no blog e você pode ate comprar comigo, ilda rsrsrs brincadeiras à parte, acho que vai estar à venda em boas lojas virtuais. Eu aviso direitinho, pode deixar.

Jonga Olivieri disse...

Será que é o dono daquela agência que não pronuncio o nome?
Seria muita coincidência, se bem que filha da puta é o que não falta neste mercado. pergunta ao meu amigo Jenner?

Don Oliva

redatozim disse...

rsrsrs não é ele não, Don Oliva, mas bem que poderia ser.