segunda-feira, abril 26, 2010

Estrelas

Minha Sophia acredita na mágica das estrelas e, chegando à janela, lhes faz pedidos solenes de uma beleza absurda.

"Eu quero ser uma grande jogadora de basquete, viu, estrelinha?"

Depois, como que para garantir a graça, volta ainda à janela e manda um beijinho para a estrela poderosa.

Seu pai não acredita mais em estrelas, minha Sophia, a vida me ensinou que o mais prudente é sempre duvidar. Talvez por isso eu me emocione um pouco com essa sua cumplicidade tão pura com as longínquas esferas de gás incandescente.

Mas esteja certa de uma coisa, minha filha. Independente dos olhos céticos do seu pai, esta fé desmesurada, essa certeza de que o incompreensível é próximo não são defeitos, são dons.

E o mundo sempre foi, e sempre será, daqueles que como você acreditam em estrelas.




Direto na têmpora: Fun for me - Portishead & Moloko

10 comentários:

Rute Faria disse...

Me emocionei agora. =,/ Talvez porque eu tb não acredite mais em estrelas...

danny falabella disse...

através dos olhos das nossas filhotas, a gente volta a acreditar em estrelas...

redatozim disse...

O mundo não é nosso, Rute.

redatozim disse...

a gente tenta, danny

Ju Soares disse...

Lindo! : ) Ótima inspiraçao para começar a semana. Em tempo: eu ainda acredito em estrelas.

redatozim disse...

Eu só acredito em estrelas do ponto de vista astronômico, Ju rsrs

Ulisses disse...

Olhos céticos ou "ceuticos"??? Fiquei na dúvida, já que ela pediu pra ser uma grande jogadora de basquete... a minha Bia tb quer jogar basquete... mas a inspiracao dela vem do D. Wade...

redatozim disse...

Boa a inspiração da Bia. O D Wade é fera. Pena que, sendo eliminado pelos Celtics, não joga mais em Miami.

Priscilla disse...

Essa pequena-grane Sophia traz muitos ensinamentos pra nós, adultos!

redatozim disse...

Quase sempre, Pri. ;) Beijão.