segunda-feira, junho 29, 2009

The Kurgan

Cara, como eu gostei de Highlander. Eu tinha 15 anos quando eu vi o filme e achei das coisas mais bacanas que eu já tinha visto. As passagens de cena, a história, as lutas e, é claro, a trilha sonora de um dos meus grupos favoritos ajudaram demais a fazer do filme um dos meus favoritos na época.

Agora, pra ser muito honesto, o McLeod (Lambert) nunca foi meu personagem favorito. Pra mim, o Kurgan é que era a graça do filme. É como preferir o Darth Vader, no Guerra das Estrelas: quase natural. Vilões sem escrúpulos e estilosos são sempre mais bacanas do que os heróis.

A Malévola é muito mais bacanuda do que a Bela Adormecida (desculpe, minha Sophia); o Dick Vigarista dá de 10 na Penélope Charmosa em termos de carisma e Don Corleone arrebentaria com o bom mocinho do Eliot Ness em qualquer ringue de cinema.

Sendo assim, um tributo ao Kurgan. E viva os vilões! No cinema, é claro.




Não achei o vídeo que eu queria com "Gimme the Prize", então vai esse mesmo.




Direto na têmpora: California Sun - Rancid

4 comentários:

Anônimo disse...

Coringa > Batman

Lex Luthor > Super homem

Romário > Bebeto

redatozim disse...

Romário melhor que Bebeto foi ótimo, anônimo rsrsrs

pajuaba disse...

Eliott Ness era mocinho contra o Al Capone, O Don Corleone só brigava com os outros chefões da máfia de NY, não? De qualquer forma, apóio o reciocínio.

redatozim disse...

Don corleone é personagemde ficção, pajuaba, o Eliot Ness existiu mesmo. O raciocínio é só pra mostrar que entre um ícone dos mafiosos e um ícone do combate aos mafiosos, o primeiro leva vantagem.