sexta-feira, fevereiro 27, 2009

Tom Waits

Quem for fã de Tom Waits levanta o copo. Eu acho que ninguém consegue ser tão triste quando quer ser triste, divertido quando quer ser divertido e louco quando quer ser louco, quando o velho Tom.

Tem uma música dele que eu amo e que diz assim:

"now I'm sorry for what I've done
and I'm out here on my own
well it was a train that took me away from here
but a train can't bring me home"


Esse é para mim o resumo do arrependimento, de saber certas escolhas irreversíveis, de perceber-se perdido em meio ao caminho que você mesmo construiu. Ninguém consegue soar tão desolado quanto Mr. Waits nessa música.

Não sei, não tem motivo, mas ouvi essa no blip.fm agora e tive que falar algo sobre ela. Se puderem ouçam. Aliás, se puderem ouçam Tom Waits o dia inteiro. Vai ser bom, acreditem.




Direto na têmpora: Cemetery Polka - Tom Waits

6 comentários:

ndms disse...

A música de Tom que eu mais gosto, uma verdadeira pérola é aquela que ele canta no filme "cortina de fumaça"

redatozim disse...

Tem duas, ndms, "Downtown Train" e "Innocent When You Dream". Eu acho que você se refere à última.

camila disse...

como profunda conhecedora de deprê-music assino embaixo!

redatozim disse...

Boa, camila, gostei do endosso.

ndms disse...

Acertou em cheio! Não tem jeito de postá-la na pastelaria para que possamos escutá-la?

redatozim disse...

te mando o mp3, ndms