terça-feira, julho 08, 2008

Não, obrigado.

Eu acredito em dizer "não". O "sim" é muito bonito, mas é muito fácil. Concordar é simples pra caramba e poupa discussões e dores de cabeça. O "não" é foda.

Não quero dizer com isso que eu consiga dizer "não" sempre, muito pelo contrário. Freelancers por exemplo, eu tenho uma dificuldade enorme de recusar, mas neste último ano tenho melhorado bastante nisso. Até grana serena pra fazer política eu deixei passar. E não é que eu não precise, é que simplesmente eu sei que não ia dar conta.

De qualquer forma, admiro as pessoas que sabem dizer "não". Um "não" bem dito pode ser o começo de um monte de coisas para quem ouve.

Aliás, tão difícil quanto saber dizer, é saber ouvir o "não". Isso eu ainda tô aprendendo. O "não" me desanima ao invés de estimular. Essa lição eu ainda vou precisar tomar muita porrada pra assimilar.




Direto na têmpora: Time for you to leave, William Blake - Neil Young

12 comentários:

Danny Falabella disse...

Maurilo de Deus, por um acaso vc é de áries? Mais precisamente do dia 26 de março??pq eu sou igualzinha a vc...eu li o post e parecia que eu mesma tinha escrito..hehe (obviamente isso não vai acontecer nesta encarnação pois escrevo tão bem quanto pratico neurocirurgia)

redatozim disse...

Danny, sou de virgem (uuuhh), 28 de agosto. Mas é bom saber que alguém mais tem esse "pobrema" com as negativas da vida.

Micho en el pais de las maravillas disse...

Eu não sei dizer não! fico morrendo de pena dos outros, porque acho que as vezes as negativas desanimam muito as pessoas.
E fico tola esperando a reciproca verdadeira em vão.
Ao ler o post descobri a que nem sempre a gente ajuda com o sim.
Tem sim que é pior que o não.
Descobri também que as negativas a pessar de me desnimar um pouco me fazem refletir muito.

redatozim disse...

Grande verdade, micho, o "sim" pode fazer muito mais mal do que o "não".

ndms disse...

um filósofo ja disse que o "sim" é a voz do "coração" e o "não" é a voz da "razão". Acho que só através do equilibrio emocional se consegue errar menos nessa guerra

redatozim disse...

Boa forma de encarar as coisas, ndms.

alexandre disse...

redatozim, meu velho, é impossível dizer NÃO a uma pizza, porque contra pizza não há argumentos.

outra impossibilidade é dizer não a um bueno chocolate.

taí o desafio.

redatozim disse...

Meu bom Alexandre, o seu comentário está certo em princípio, mas mostra-se incompleto quando definimos especificidades. Explico: eu não diria não a uma pizza enquanto conceito, mas recusaria uma pizza de aliche. Eu não diria não a um chocolate enquanto conceito, mas poderia muito bem recusar um chocolate Pan em um dia quente. Minúcias, nada mais.

ndms disse...

Em todos estes casos continua o " NÃO" sendo a voz da razão, quer dizer, a razão do estômago

Hahahaha....

redatozim disse...

verdade, ndms, rsrs

Fernanda disse...

O mais difícil do NÃO, e quando se tem uma pequena de dois anos em casa, que só sabe dizer não! É não pra tuuuuuuuuuudo! Caramba, dá uma canseira.....

redatozim disse...

É, Fernanda, nós sabemos disso muito bem, não é verdade?