quarta-feira, julho 02, 2008

Clemenza e as prioridades

Tem uma cena do Poderoso Chefão que eu acho simplesmente maravilhosa. Clemenza (Richard Castellano), um dos caporegime de Don Corleone, ensina calmamente Michael (Al Pacino) a fazer um molho de tomate enquanto o bicho pega lá fora.

O que mais me encanta na cena é o fato de que a vingança, as mortes, a guerra, tudo isso fica em segundo plano diante de uma bela pasta. E eu realmente acho que às vezes é isso, temos que deixar o horror do lado de fora da janela e simplesmente viver.

Como diria o próprio Clemenza em outra cena antológica: "Leave the gun. Take the cannoli.".



Agora que você já sabe cozinhar, esta é uma arma, Michael.


"Heh, come over here, kid, learn something. You never know, you might have to cook for 20 guys someday. You see, you start out with a little bit of oil. Then you fry some garlic. Then you throw in some tomatoes, tomato paste, you fry it; ya make sure it doesn't stick. You get it to a boil; you shove in all your sausage and your meatballs; heh…? And a little bit o' wine. An' a little bit o' sugar, and that's my trick."

"Ei, venha aqui, garoto, aprenda alguma coisa. A gente nunca sabe, você pode acabar tendo que cozinhar para 20 caras um dia desses. Olha só, você começa com um pouquinho de óleo. Depois você frita um pouco de alho. Aí você joga alguns tomates, polpa de tomate, você frita; e toma cuidado para não grudar. Você deixa ferver; coloca todas as salsichas e almôndegas; tá...? E um pouquinho de vinho. E um pouquinho de açúcar, e esse é meu segredo."




Direto na têmpora: Sunshine Reggae 2000 - Laid Back

12 comentários:

Tita disse...

uma das minhas trilogias favoritas..antes dela, só Star Wars, Indiana e De volta para o futuro...
;)
E esta cena é de ficar com o queixo caído mesmo...

redatozim disse...

Tita, realmente é uma senhora trilogia, mas o terceiro filme destoa, infelizmente. E o que eu acho mais legal na cena é a lição de paciência. Putz, como eu preciso aprender isso.

Polly disse...

Maurílio, querido!
Só agora vi que num post pra trás, você me perguntou se eu era a Polly ex-TOM...e eu nem sei se te respondi que sou eu mesma, em carne, osso e palavras...rs.

beijos

redatozim disse...

Ah, sim, Polly, eu imaginei.

Beijos.

Danny Falabella disse...

Falou e disse! Assino embaixo...e morro de saudades do meu avô Nicola Falabella qdo vejo poderoso chefão..ele era a cara do don corleone (...kakakakak

Don Musetti disse...

Eu assisti os filmes 1 e 2 mais de 6 vezes ( o livro, perdi a conta da vezes que li ). Realmente, o filme 3 não tem nada a ver com o livro. acho que Coppola necessitava de grana e inventou esta porcaria o, pior, colocando sua filha para atuar ( fracasso total )

Don

Don Musetti 2 disse...

Me esqueci de comentar: gostei muito quando Clemenza disse para Al Pacino: quando entrar no restaurante va atirando de uma vez. No entanto o instinto superou a experiencia: ele sentou ( depois que voltou do banheiro ) e aí sim meteu bala

Don Musetti 2 disse...

Retifico: vai ao banheiro, pegue a arma e quando regressar va atirando de uma vez. No entanto o instinto.......

redatozim disse...

Putz, Danny, lá em casa ficou dos italianos Musetti e Pusancini a narigueta, mas eu, por sorte, escapei.

redatozim disse...

don musetti, o que não faltam são cenas memoráveis nos filmes, não é verdade? E o Clemenza está presente em boa parte delas.

Anônimo disse...

Amigo Jack,

clássicos dos clássicos. É disparado meu filme preferido. Já vi e revi milhões de vezes.. temos que tirar o chapéu também para Robert Durvall (o Consiglieri) com seu dominio próprio e frieza ao ser ofendido pelo diretor de cinema...algo que precisamos muitas vezes.. só que não mandamos cortar a cabeça do cavalo de ningúem.. risos...

Abs,

Cris.

redatozim disse...

Sei não, Cris, talvez uma cabeça de cavalo, não, mas uma de poodle eu mandaria cortar facilmente.