quarta-feira, maio 14, 2008

Bobo mesmo sou eu

Existe um certo publicitário espertíssimo que protagonizou uma das maiores cenas de cara de pau da propaganda mineira. Vou contar o dele daqui a pouco, mas antes conto outro rapidinho.

Campanha política, o "redator não tão rapaz assim" é contratado e recebe o aviso do chefe: "aqui tem horário, chegamos às 8h da manhã sem atraso e saímos até as 22h da noite, sem exceção." Primeiro dia, chega às 11h e é repreendido. Segundo dia, chega às 11h30 e recebe o ultimato. Terceiro dia, chega só à tarde e é demitido. Depois, mexe os pauzinhos e consegue, via outro político, um cargo igual, na mesma campanha, só que sem compromisso de horário. Êita nóis.

Mas o caso bom mesmo é do outro caboclo, esse Diretor de Arte. Quinta-feira, campanha grande para ser entregue no dia seguinte e ele marca uma reunião com o cliente bem cedinho.

Na manhã seguinte, 9h e nada. 9h30 e nada. A pessoa de Operações liga desesperadamente para o celular do cara e ninguém atende. E o pior, o trabalho que ele ficou de entregar não estava na agência.

A partir daí, tudo vira um pandemônio: gente que não tinha nada a ver com o pato tem que criar a campanha urgente e sem nenhuma orientação, o cliente esperando, o atendimento enlouquecido, a pauta de todo mundo virada do avesso por causa do folgadinho.

Passado o furacão, o cara liga às 18h para o celular da Operações e pergunta todo calmo por que ela havia ligado. A mulher então desanca o desgraçado, xinga de tudo o que é nome, execra, amaldiçoa e, quando dá uma pausa, houve a resposta com voz de bêbado: "ué, eu achei que hoje era sábado".

Isso sim, é um filho da puta. E o otário, como sempre, sou eu.




Direto na têmpora: Let's dance - David Bowie

8 comentários:

alexandre disse...

redatozim, ajoelhe-se perante zod.

So please, a little respect. For I am Costanza, Lord of the Idiots.

redatozim disse...

I beg to differ, dear alexandre.

Danny Falabella disse...

aiai...e pra nossa tristeza tem muito desta raça por ai no mundinho...

redatozim disse...

opa, tá cheinho, cheinho, danny.

don oliva disse...

O pior de um gajo como este (que não são poucos) é justamente o fato de sempre "deixar o dos outros na reta".

Micho en el pais de las maravillas disse...

meu coração transborda de solidariedade, quando vejo através dos seus relatos que estas coisas são mais comuns do que a gente se imagina.
Atendimentos são chatos( eu já fui atendimento)mais nem sempre são ruins, não merecem o que certos diretores fazem com mais frequência do que as pessoas imaginam.
ARRRRRRRRRRR muita raiva atrasada.
Mais valeu, eu ri, bobos mesmos só alguns priilegiados.
O negocio é trabalhar com politicos.

redatozim disse...

Don oliva, se não arrebentasse com os outros, que graça teria?

redatozim disse...

Micho, gente ruim é ruim independente do cargo. Esse calhou de ser diretor de arte, mas poderia ser qualquer coisa. Como diz o Leo, para o mal não há limites.