sexta-feira, março 02, 2007

Cow Parade

Hoje quando fui buscar Sophia para levar à escola me deparei com 4 bovinos a passear placidamente pela rua de cima. Só consegui pensar que eu estava indo pro trabalho na seqüência e que ela ficariam ali, de bobeira, a tarde inteira. Quase que instintivamente surgiu em minha mente um mantra: "3 semanas para as férias, 3 semanas para as férias, 3 semanas para as férias". Avua, tempo!




Direto na têmpora: Unidos do Caralho a Quatro - Hermes e Renato

9 comentários:

Jonga Olivieri disse...

Maurilão,
Putaquiiipaiiríuuuu! Hoje estou com mais cuidado e estou acertando tudo na janelinha.
Pelo menos foi assim no comentárioa da postagem abaixo.
Este caso de vacas na rua, é bem verdade naquela área. Lembro-me que uma vez, sainda da ASA, quase que capoto por caus de uma que pastava ruminantemente na descida para o S. Bento.
Mas, é isso aí. Não deixe suas férias irem para o brejo.
Ih, essa foi só para aproveitar a frase... mas, valeu, né>

Jonga Olivieri disse...

Não tem nada a ver.
Mas lembra do bigode fe Lech Walessa?
Agora me lembrei e puz-me a rir sozinho pq aquele caso foi muito engraçado...

Redatozim disse...

Oliva, aquela região mantém esse ar pastoril sempre. Mas parece que o lote onde elas pastam está à venda, então corro o risco de perder meus ilustres vizinhos.
Quanto ao bigode do Lech Walessa, quem sabe eu animo e uso de novo quando estiver magro? É só não me chamarem de Pancho Villa de novo que tá bom.

heleninha disse...

O pior (ou melhor) de morar nessa região é ser acordado por mugidos às 4h da manhã (fato verídico)!!!

Priscila Andrade disse...

Cheguei na maior porranca em casa um dia e dei de cara com uma família de leitões gigantescos na porta do prédio.

Entrei em casa trocando os pés e encontrei minha mãe fula com a hora. Contei dos porcos. Cara, ela ficou furiosa.

Quando acordei, de ressaca, ela voltava da feira. Recebi o único pedido de desculpas dela de uma vida inteira: ela viu os porcos também!

Redatozim disse...

Heleninha, esse é um maravilhoso privilégio. Muito melhor que acordar com axé, tiros, cantada de pneu, sirene, etc, etc, etc.

Redatozim disse...

Priscila, delirium tremens com leitões seria muito fim de carreira. Ainda se fossem maracujás gigantes cor de esmeralda ou algo mais dramático, vá lá. No mais, nada como um bom pedido de desculpas quando a gente tá de ressaca.

Sumire disse...

Quer saber qual o meu mantra naqueles dias que só de acordar e lembrar que tenho que ir pro trampo, fico triste?
"Um dia a mais é um dia a menos"... rs...

Redatozim disse...

Sad but true, Su.