terça-feira, março 20, 2007

Nivel intelectual

Quando eu estudava no Loyola meu irmão mais novo fez teste para ingressar naquela então conceituada instituição de ensino. Uma das etapas do processo seletivo era uma entrevista com o Mario Zan, um cara que havia acabado de chegar e que se mostrava extremamente empoado.
Começa a entrevista e tudo normal para uma criança de 9 anos: qual o sue nome, do que você gosta, qual a sua matéria favorita, etc, etc.
De repente, completamente do nada, Mario Zan inicia uma pergunta extremamente complexa, cheia de referências à opção pelos pobres, teologia da libertação e diversas outras diretrizes e propostas da igrejas da igreja católica. Depois de 5 minutos de explanação, ele encerra olhando firme nos olhos do Werner e pergunta "Qual a sua opinião sobre isso"?
Werner olha fixamente pro Mario Zan e, depois de longos 40 segundos, responde calmamente "Como assim?".
É exatamente essa reação que eu tenho diante de alguns pedidos de trabalho.




Direto na têmpora: Diamonds on the soles of her shoes - Paul Simon

8 comentários:

Meuamigomyfriend disse...

Geralmente esse "Como assim?" vem seguido de um "Como me dei o trabalho de ler essa porcaria?". O certo é que "Como assim?", aliado a uma expressão de total ignorância, às vezes deixa o interlocutor com vergonha. Geralmente essas mentes brilhantes se compadecem dos intelectualmente menos favorecidos. Coisa de gens que se atraem. Trocando em miúdos: fazer uma carinha de burro às vezes resolve, sem falar que é muito, muito divertido.

Redatozim disse...

Ah, sim, o melhor da entrevista foi o cara, totalmente sem graça, tentando depois simplificar toda a teoria religiosa do mundo moderno numa linguagem cabível para uma criança de 9 anos.

Jonga Olivieri disse...

O nome completo do indivíduo deve ser Mario Zambim.
Quanto a certos pedidos, a gente não sabe se fala "como assim?" ou diz: "ah, é, é?!". Como aquele personagem do Jô dos bons tempos...

Redatozim disse...

Cara, lembrei outra do Jô que era muito boa. Aquela Alice que dizia "ué, ué". Era outra resposta boa pro corninho também.

pedro disse...

heim!?

Redatozim disse...

ahn?

Sumire disse...

Mario Zan?! Como aquele da música caipira que era amigo do meu avô Palmeira e padrinho do meu pai?... rs...

Redatozim disse...

Su, não duvido nada que essa tenha sido a inspiração.