sexta-feira, junho 10, 2011

Teorias sobre Kobe e LeBron

O Miami Heat ainda tem boas chances de ganhar o título da NBA. São duas partidas em casa e, mesmo os Mavericks tendo Dirk, Kidd e Terry jogando muito, não dá pra esquecer que do outro lado temos Wade, LeBron e Bosh. Assim mesmo, com Wade antes de LeBron.

Já falei outro dia sobre o que considero um absurdo neste time de Miami. A forma como LeBron anunciou sua decisão, a falta de coragem dele de ser como Jordan e não aceitar ficar como segunda arma em nenhum time, a celebração prematura do Heat como se fosse a comemoração do título antes mesmo da temporada começar.

Mas hoje quero falar especificamente sobre LeBron James. Antes de mais nada, comparar Kobe ou LeBron a Michael Jordan é coisa de quem não entende de basquete, algo como querer comparar Robinho ou Neymar a Pelé. Agora, comparar Kobe e James sim, pode ser interessante.

Antes de mais nada, são dois atletas completos, que conseguem fazer a diferença no ataque e na defesa. LeBron tem uma vantagem física por ser mais alto e mais forte, mas Kobe tem um instinto assassino e uma vontade de atacar a cesta que talvez faltem a James. E aí vem o meu ponto: talvez isso tenha a ver com a forma que eles começaram na NBA.

Os dois entraram na NBA ainda muito jovens, direto da high school e sem passar pela universidade. Os dois eram reconhecidos, já na época, como talentos especiais que certamente afetariam o jogo de uma maneira única. Kobe foi "draftado" pelo Charlotte Hornets e LeBron pelo Cleveland Cavaliers, dois times de mercados pequenos que precisavam de heróis.

A diferença? Kobe se recusou a jogar pelos Hornets e foi parar, aos 18 anos, nos Lakers com Shaquille O'Neal. LeBron ganhou a missão de ser, aos 18 anos, o salvador da pátria dos Cavaliers.

Nas três primeiras temporadas, Kobe jogou dois anos como reserva e depois um ano como titular na temporada reduzida pela greve de 99. Nas três primeiras temporadas, Le Bron James foi titular e jogador mais importante da equipe.

Nas três temporadas seguintes Phil Jackson chegou, os Lakers foram tricampeões com uma contribuição fundamental de Kobe para o MVP das três finais: Shaquille O'Neal. Nas três temporadas seguintes Cleveland perdeu uma final de NBA e duas finais do Leste para três times diferentes com LeBron James liderando um time sem outras estrelas.

Resumindo: Kobe teve tempo de amadurecer. Na verdade, Kobe só precisou carregar seu time nas costas quando já era um jogador maduro, formado e, ainda assim, só conseguiu seus outros dois títulos quando esteve ao lado de Pau Gasol.

LeBron James sempre foi cobrado, até pelo próprio talento, como se fosse capaz de levar qualquer time ao título desde que chegou à liga. Não foi. Não é.

Talvez tenha faltado a LeBron a sombra de um Shaquille O'Neal, algum tempo no banco aprendendo a ser grande. Tudo foi dado a ele como uma herança que ele não podia negar, os louros e as reponsabilidades.

Unir-se a Wade e Bosh talvez seja a maneira que James encontrou para se livrar do peso da gelialidade que lhe foi imposto e que não maltratou Kobe no início de carreira. O problema é que agora talvez seja tarde demais para tentar se esconder atrás de outros craques para amadurecer.

LeBron vendeu muitas camisas, ganhou e rendeu muito dinheiro, produziu belos espetáculos nas quadras, mas não se formou como o cara capaz de liderar e vencer em qualquer situação.

James irá conseguir seu título. Talvez não esse ano, talvez como o segundo ou terceiro melhor jogador de um time, mas vai conseguir. Kobe só conseguiu dois títulos como o fodaço do time com mais de 10 anos de carreira.

A verdade é que, em 2011, LeBron James e o Miami Heat ainda têm muita chance de levar a taça para casa. Têm talento de sobra para isso e, embora eu torça muito pro Dallas, ainda acho que a vantagem é do trio de South Beach.

Mesmo que ganhe e que dê um show nas duas últimas partidas, é absurdo comparar LeBron com Michael Jordan. E, para falar a verdade, até que ele desenvolva algum novo nível de intensidade, liderança e killer instinct, compará-lo com Kobe também me parece prematuro.




Direto na têmpora: Can I Please Crawl Out Your Window? - The Hold Steady

9 comentários:

Raphael Crespo disse...

Eu me lembro de como muito se falou em "novo Michael Jordan", assim que o LeBron pulou da high school pra NBA. Um fardo pesado pra ele carregar antes, mesmo, dos 20 anos de idade.

Realmente, faltou tempo para amadurecer. Agora, já deu tempo pra máscara cair e a arrogância diminuir. E uma vitória nessa final pode adiar ainda mais esse amadurecimento.

Por essas e outras, torço muito pra que o Dallas vença essa final e acredito que possa vencer. Acho que tem time pra isso. No jogo de ontem, não foi só a omissão do LeBron (que, mesmo assim, marcou um triple-double) e o Wade meia-bomba por contusão que levaram o Dallas à vitória. O time se acertou em quadra e, apesar de alguns turnovers ridículos, foi bem melhor no ataque. Ainda precisa de mais consistência na defesa.

No mais, acho que o cara que mais se aproximou do Jordan foi justamente seu fiel escudeiro Scottie Pippen. Jogava demais. E acho que o Kobe é comparável ao Pippen.

LeBron é monstro, mas ainda precisa provar muita coisa.

redatozim disse...

Eu acho que ganhando ou perdendo este ano vai ser uma bela lição pra ele, Raphael. Vamos ver.

Facundo disse...

Comparações a parte, aproveitei e fui ao youtube ver as boas jogadas desses jogadores... São muito, muito bons!

PC disse...

Cheio de coleguinha da imprensa atrás do Diogo querendo um torcedor do Miami.
Vou mandar ele te indicar.

ps: Eu sei que você não é o indicado. Mas vou jurar de pés juntos que você é o cara...

redatozim disse...

Todos muito bons, Facundo, mas alguns são especiais mesmo.

redatozim disse...

Pelamordedeus não faça isso, PC, ou vou te desmoralizar como fonte.

Dada - Adalberto Oliveira disse...

belo post maurilo...acho que Lebron tem sim um killer instinct...mas com certeza falta a maturidade e a serenidade que o Kobe tem...

Dada - Adalberto Oliveira disse...

belo post maurilo...porém acho que o Lebron tem sim um killer instintc, porém lhe falta a maturidade e serenidade que o Kobe tem...e essa temporada pode ter sido justamente o que ele precisava...ver os Mavs ganharem com um time unido e humilde...

redatozim disse...

Acho que falta mais, Dada, mas acho também que ele vai acabar ganhando seu título mais cedo ou mais tarde.