quinta-feira, maio 19, 2011

Sophia sobre o escuro

No escuro a gente acha que algumas coisas que não existem, existem. No claro a gente acha que está tudo bem porque a gente vê tudo o que existe.

No escuro, se a gente vê Coraline, acha que a mãe dela existe. No claro também. Dá medo igual.

No escuro a gente tem medo do que não vê. No claro a gente só tem medo do que vê.

No escuro a gente tem vontade de dormir e de brincar. No claro a gente tem vontade de brincar. No pôr-do-sol a gente também tem vontade de brincar. Ah, a gente tem vontade de brincar é o dia inteiro.




Direto na têmpora: Human - The Human League

8 comentários:

Rodrigo Vieira disse...

Nunca tinha parada pra pensar nisso. E é verdade. Palmas para o titulo.

redatozim disse...

Valeu, Rodrigo.

Fê disse...

Filosofando com Sophia...Lindinha!

redatozim disse...

rsrsrs verdade, Fê

PC disse...

Tô lendo agora, com o sol se pondo.
Por via das dúvidas, acendi a luz...

redatozim disse...

hahahaha boa pedida, PC.

Aline Simões disse...

Um encanto essa mocinha!! Estudar filosofia com ela é ótimo!!! Saudade disso diariamente...

redatozim disse...

ela tá ruinzinha demais de gripe, aline, nem tá filosofando direito hoje. :-(