segunda-feira, março 01, 2010

Acho que o ninho deles é ali

Fui ao BH Shopping duas vezes no domingo. Uma delas para uma horrorosa manhã de compras no Carrefour e outra para assistir Toy Story, que a Sophia ainda não tinha visto, em 3D.

Nas duas idas, um show de filhadaputagem dos clientes ao estacionar os veículos. Tirei fotos de 3 situações, mas vou postar apenas uma que pra mim é hors concours.

Só pra fazer uma introdução, contam que um vendedor de churros na frente do velhíssimo CB Merci da Prudente de Morais deixou cair algo na gordura fervendo e, no reflexo, foi tentar pegar e queimou o dedo. Com muita dor e puto da vida ele então complementou: "fodeu um, fode tudo" e mergulhou a mão inteira atrás do objeto.

Pois os caras da foto que segue pensaram assim também. Afinal, já que é pra parar na vaga de deficientes, por que ocupar só uma?






Ah, eu aproveitei pra tirar uma foto dos dois senhores saudáveis que saíram do carro da foto anterior e foram fazer compras juntos no Carrefour. Eles não apenas caminhavam normalmente como também não apresentaram nenhum sinal de dificuldades para pegarem suas compras, encherem seus carrinhos e carregarem tudo no veículo. Olha aí o tio de branco e o tio de amarelo (sem os rostos, obviamente) prontos pra tocar o terror.







Direto na têmpora: Hometown Unicorn - Super Furry Animals

24 comentários:

Rafael disse...

Eu quero comprar um saca-válvulas de pneu pra deixar os 4 de um cara desses no chão sem possibilidades de um compressor portátil encher de volta.

redatozim disse...

Não vou te desencorajar não, viu, Rapha?

helena disse...

São nessas horas que me dá uma vontade de comprar uma escopeta!

redatozim disse...

também não vou te desencorajar, helena.

Fabrício Costa disse...

Esse é um daqueles que se aproveita na Sra. do Carmo, onde agora tem pista exclusiva para Busu e os espertinhos sempre aproveitam para ser mais rápido que outros...
Minha avó dizia que não devemos desejar nada de ruim aos outros, pois pode voltar para nós mesmos. Mas nesse caso, ele bem que merece ter a necessidade real de ser utlizar esta vaga...

danny falabella disse...

não entendi a dos senhores saudáveis..são os putos donos do carro?Outra coisa, o que houve te tão horrendo no carrefour neste fds com vc? Vi seus posts aflitivos.

redatozim disse...

Param em fila dupla, fecham o cruzamento, você conhece o tipo, Fabrício.

redatozim disse...

REescrevi lá pra ficar mais claro, danny, mas sim! Os dois estavam no carro que fez a cagada. No caso do Carrefour, além do atendimento inexistente, a mercearia do lado lá de casa tem açúcar (entre outros itens) e o Carrefour, não.

Rute Faria disse...

Absurdo. O trânsito em BH vai ficar cada vez pior... depois q proibiram a BHTRANS de multar, espertinhos como esses aí se sentem ainda mais a vontade para fazer o que quiserem, não só nos shoppings mas em qualquer lugar. É quase impossível encontrar uma faixa de pedestres para atravessar, simplesmente porque os motoristas estão esquecendo que elas devem ser respeitadas e param sobre elas. Isso quando nao avançam o sinal. Enfim... andar por BH tem sido uma aventura muito perigosa.

redatozim disse...

E com cada vez mais carros na rua a tendência é piorar mesmo, Rute. Agora, dentro dos shoppings é que o povo deita e rola, até por não ter qualquer tipo de fiscalização.

Anônimo disse...

Pior é o povo que estaciona na frente do rebaixamento da calçada, destinado entre outras coisas pras cadeiras de roda. Sempre que vou correr no Belvedere no fim de semana tem um preguiçoso que estaciona ali na esquina da lagoa seca. O cara vai pra lá pra correr e não pode andar 100m a mais pq tem que parar o carro do lado de onde começa o exercício. Outro dia não aguentei e falei pra um amigo meu que sempre estaciona ali. É lógico que a resposta foi tão absurda quanto a atitude: eu paro ali por que nunca vi nenhum deficiente vir aqui fazer exercício. Agora toda vez que vejo um sujeito desses estacionado nesse local eu boto um bilhetinho bem desaforado no pára-brisa. E juro que tenho que me controlar pra não escrever uns 5 palavrões no bilhetinho.

redatozim disse...

Anônimo, antes de mais nada, seu amigo é um bom filho da puta, hein?

Em segundo lugar, não se reprima, escreva os palavrões e danifique o veículo. Vai ser legal.

Gra disse...

Gente, então o ninho é lá mesmo. Já vi um mesmo carro váaaarias vezes ocupando 2 vagas (a pessoa atravessa o carro em 2 vagas de 45 graus). Ouvi comentários de que é de uma mulher que trabalha lá. Da proxima vou trazer a placa e a foto do carro da *....

redatozim disse...

Traga a placa, a foto e deixe um recado mal criado, Gra. Infratora contumaz merece.

Maki disse...

O velho golpe do João-Sem-Braço.

redatozim disse...

"sem-braço", hein, Maki... percebi o chiste... vaga para deficientes, joão-sem-braço, ahn, ahn...

Barbearia a motor disse...

Tomei a liberdade de copiar a sua foto para o meu blog: http://barbeariaamotor.blogspot.com/2010/03/o-blog-pastelzinho-tambem-tem-seus.html

redatozim disse...

Manda ver barbearia a motor. Tem outra minha lá e você, pelo que vejo, tem o excelente hábito de dar créditos. Sendo assim, use sempre que precisar.

Leonardo barroca disse...

adesivos para colar no carro desse tipo de sujeito:
http://piscoespecial.blogspot.com/2009/02/sou-otario-paro-na-faixa.html


deve ser deficiencia de fosfato!

redatozim disse...

boa dica, Leonardo. Valeu.

Elena disse...

Me perdoem os que gostam, mas eu não tenho simpatia nenhuma por gatos. Numa hora dessas, seria bom ver um gato atropelado na rua (morto há dois dias), pegar o bicho e usá-lo pra dar uma surra no cara. Surra de gato morto é a única coisa que resolve.

redatozim disse...

Confesso que nunca dei uma surra de gato morto em alguem, Elena, mas a ideia me encanta cada vez mais.

Luiz Silva disse...

Infelizmente, começa-se assim, com pequenos delitos no trânsito: parar sobre a faixa de pedestres, ocupar a vaga para deficientes físicos, acelerar ao ver o sinal passando do amarelo para o vermelho, buzinar freneticamente, como se assim o trânsito, já congestionado, fosse fluir melhor, etc. Daí para tragédias é um passo. Moro em BH há quase seis anos e não acredito que haverá mudanças se não houver fiscalização e punição exemplares para aqueles que infringem as regras de trânsito. Do delito de menor potencialidade ao de maior potencialidade. O que se vê de desrespeito no trânsito é a extensão das mazelas do dia a dias daqueles que não sabem os limites pessoais de cada um. A meu ver, faltam campanhas de educação no trânsito mais agressivas como se vê em outros países mais civilizados que o nosso. As pessoas não se incomodam mais com os crimes de trânsito como deveriam. Nem protestam como deveriam. Nem cobram como deveriam. Esquecem dias depois. PS: Alguém aí mais fala ou lembra do Haiti? Abraços! Ótimo Blog.

redatozim disse...

Luiz, eu não sei apontar solução para o problema, até porque eu acho que o ser humano é uma raça meio propícia a fazer m****, mas vou mostrando aqui um absurdo ou outro pra ver se alguém se anima a fazer algo a respeito. Eu não acredito muito, mas... Ah, obrigado pelo elogio ao blog.