segunda-feira, maio 18, 2009

Para que servem as coisas?

Eu não conheço o Deputado Federal Antonio Roberto pessoalmente. Eu já ouvi o antigo programa de rádio dele, mas nunca votei nele e não tenho nada especificamente contra ou a favor dele como representante eleito do povo mineiro.

O Deputado Federal Antonio Roberto começou, há algum tempo, a me seguir no twitter. Eu pensei que fosse um fake e comecei a seguir o deputado também.

Nunca interpelei Antonio Roberto sobre política até o dia em que ele mencionou seu "coração apertado" em relação ao assunto das passagens aéreas gratuitas para a classe. Perguntei qual a opinião dele sobre o assunto.

O deputado então ficou na defensiva e disse que o caso pedia estudo. Insisti e pedi a opinião dele sobre o assunto: quantas passagens, só Brasil ou exterior, extensivas à família ou não?

Mais uma vez ele saiu pela tangente e disse estar mais preocupado com o Estatuto do Detento. Argumentei que, como contribuinte, ambos os temas eram de meu interesse.

Ele então explicou da necessidade das passagens para visitar as bases. Concordei e perguntei então qual seria o limite pra ele, quando seria abuso, o que pode e o que não pode.

O Deputado Antonio Roberto então calou-se e não deu prosseguimento ao diálogo. Disse a ele que havia perdido uma excelente oportunidade de utilizar uma mídia social para esclarecer o eleitorado sobre suas posturas como representante do povo. Nunca mais o diálogo foi retomado.

Como já disse, minha visão sobre Antonio Roberto como político é nula. O fato de ele usar o Twitter me pareceu interessante, sinal de avanço e preocupação com as formas de relacionamento com o público. Não foi o que se demonstrou.

Assim como Antonio Roberto, centenas de empresas ainda não aprenderam a usar as mídias sociais. Problema deles? Sem dúvida, mas no caso dos políticos dá pena ver que as ferramentas viram moda, mas que a gente fica aqui, esperando um pouco mais de transparência, de inteligência e de democracia, mas só recebe mais do mesmo.

Sem querer faltar ao respeito com o ilustre Deputado Federal Antonio Roberto e com os seus eleitores, meu voto ele perdeu definitivamente com essa.


PS - Depois do post fui informado de que o perfil do Antonio Roberto é fake mesmo. Aí quem perdeu a oportunidade de fazer humor foi o faker, mas peço desculpas ao deputado.




Direto na têmpora: Chi Chi Rodriguez - Grumpy Bear

6 comentários:

Lucas disse...

Acho que se ele não fosse fake não ia responder do mesmo jeito

redatozim disse...

Também acho que não, Lucas, mas como é fake, tudo vira especulação.

ndms disse...

Todos eles são iguais. É tudo farinha do mesmo saco! O pior, a maioria deles pensam que são corretos e, nós, simples mortais, somos os ignorantes, os equivocados. Uma pena que muitos brasileiros não tem consciência e compromisso na hora de escolher o seu candidato

redatozim disse...

É como a Heloísa Helena, que é santa até onde interessa.

Micho en el pais de las maravillas disse...

E acho engraçado o deputado não ter tomado providências contra o fake até seu post aparecer...sei não!
Mas pode ser!

redatozim disse...

acho que até agora ele não sabe que tem um fake no twitter, micho.