sexta-feira, julho 13, 2007

Vergonha na cara

A Assembléia Legislativa de Minas Gerais acaba de me sair com uma ótima: aumentou o foro privilegiado de três para 1.981 autoridades no Estado.

Antes apenas três pessoas - o governador e os presidentes do Legislativo e do Judiciário - poderiam ser denunciadas apenas pelo procurador-geral de Justiça. Agora o privilégio foi ampliado para o vice-governador, advogado-geral do Estado, secretários de Estado, juízes, desembargadores, membros do Ministério Público, conselheiros do Tribunal de Contas e (surpresa!!!!) deputados.

E a todas essas meus amigos da TOM e da ASA lutando para fazer uma publicidade eficiente e criativa sobre o lado bom da casa. Com tanta sujeira e falta de vergonha entre os deputados só posso desejar muito boa sorte a vocês, amiguinhos.




Direto na têmpora: The more you ignore me, the closer I get - Morrisey

2 comentários:

roger disse...

cara, comentar o quê, né? ainda bem que a tom pegou a conta da escola. pelo menos a gente vai tomar menos sal de fruta na hora de criar.
a gente tem o governo e o legislativo que merecemos. argh!

Redatozim disse...

Obrigado por falar qualquer coisa, Monster. Como pode Minas não estar indo às ruas por causa disso? É só o Ministério Público começar a agir e a denunciar que os caras, ao invés de colaborarem para limpar a política fazem o quê? Tiram o deles vergonhosamente da reta. Um absurdo! Como esses caras ousam falar em transparência? Pelamordedeus, chego a espumar no teclado. Se você é deputado estadual (ou federal, ou senador), faça um favor a todos nós: renuncie. Melhor deixar isso aí
às moscas do que com tanto picareta. Pronto, desabafei.