sexta-feira, junho 20, 2008

Honra ao mérito (ou não)

Ontem eu estava comentando sobre os meandros da meritocracia. Por exemplo, qual o mérito do Pelé em ser reconhecido como um craque? Nenhum. O cara é craque, se não fizer nenhuma cagada, é fácil ver que ele é um gênio do futebol.

Pra mim, quem merece mérito é aquele cabeça de bagre que vai para a seleção, é vendido para o exterior e consegue uma longa carreira sem nenhum talento ou competência discernível dentro das 4 linhas. Isso sim é um caboclo bom de sela.

Por exemplo, o sucesso de um bom profissional é conseqüência, certo? E o sucesso de um Zé Goela? É mérito puro, gente, esse cara conseguiu enrolar todo mundo, enganar os chefes, envolver os clientes e convencer uma instituição inteira (pública ou privada) de que realmente sabe o que faz.

Por isso, nesta sexta-feira, eu os saúdo, picaretas de sucesso. Vocês, que com seus meios escusos, suas táticas de puxa-saquismo e falatório sem conteúdo chegam ao ponto onde muitos sequer sonharam. Força, baluartes do mau-caratismo, o mundo é de vocês. Saúde!




Direto na têmpora: Imagine - John Lennon

12 comentários:

Micho en el pais de las maravillas disse...

Mestre!
Eu sinceramente faço minhas as suas palavras e me adiro com humildade a homenagem prestada a estas pragas que tem constantemente infernizado a minha vida.
Como sempre muito pertinente sua homenagem.
Súde

Danny Falabella disse...

hmmm alguém pisou no teu calo??? O pior é que realmente é o que mais tem por aí, incluindo no mundinho, é picareta...vc estuda, rala, faz curso, pós , mestrado, trabalha igual cachorro, aí vem um zé filho do amigo do chefão, que nem completou uma faculdade decente mas conhece gente pra carai e tem grana e tb munido de metodos escusos dos quais vc citou e te puxa o tapetinho..vejo isso muuuuito por ai (agora beeem menos pq to de freela por opção e feliz). beijão

ndms disse...

Me manda a� um nome e sobrenome de um Z� goela de verdade Pode?

redatozim disse...

Obrigado, micho, eles merecem.

redatozim disse...

Danny, isso ocorre em qualquer setor, mas quanto mais perto da gente, mais incômodo.

redatozim disse...

Claro que não, ndms, aí me complica.

Kika Bastos disse...

hahahah Adorei!!! e vc está certíssimo!!!!! hahahaha

Ana Barros disse...

É isto aí. E viva o jeitinho brasileiro !

redatozim disse...

Pois é, kika, essa é uma daquelas situações em que eu queria muito, muito, muito estar errado. Valeu.

redatozim disse...

viva! Viva! Viva! É por aí, Ana.

Rubens disse...

No campo dos cabeças-de-bagre, me lembrei do Beletti. Um jogadorzinho mequetrefe que se deu bem no São Paulo, foi vendido pra Europa, foi pro Baça, fez o gol do título da Champions League e agora tá no Chelsea, com o maior prestígio. Se ele usou meios escusos eu não sei, mas que foi com um futebolzinho requenguela, ah isso foi.

redatozim disse...

Belo exemplo, Rubens, aliás isso é que é mérito. Sejam quais forem os meios que ele tenha usado, a qualidade do futebol certamente não fez parte do mix.