domingo, dezembro 02, 2007

Bola na rede

O campeonato brasileiro terminou hoje. O campeão a gente já conhece faz tempo, mas o legal de pontos corridos é justamente que sempre tem alguma coisa valendo até o final.

Meu Galo vai disputar a Sulamericana no ano do centenário e terminou o ano com 10 partidas seguidas sem perder, o que é muito bacana levando-se em conta o elenco da equipe.

O Cruzeiro conseguiu a vaga na Libertadores por méritos próprios e graças ao Atlético. Não pelo jogo contra o Palmeiras, em que nossa obrigação era mesmo vencer, mas pelas duas partidas que perdemos para o rival, ou seja 6 pontinhos.

E last but not least, não posso deixar de mostrar minha alegria pela queda do Curinguinha. E podem me chamar de hiena, mas os motivos são 3 e são claros:

- ouvir o Kleber Machado, o corintiano mais descarado da tv, narrar a derrocada do seu amado timão;

- ver o Vampeta, um mau-caráter e aproveitador exemplar, ser rebaixado;

- a maravilhosa justiça poética de justamente uma derrota do Inter (que aliás não facilitou pro Goiás), o time que teve o título vergonhosamente roubado pela diretoria alvinegra a coisa de dois anos atrás, causar a queda do Corinthians.

Enfim, o Marcelo Branquinho que me perdoe, mas foi bom demais.




Direto na têmpora: Everybody wants to rule the world – The Bad Plus

4 comentários:

Pedrão disse...

Na boa, adorei o rebaixamento do "curintias" para a Segundona. Só quem ja passou pela serie b como nos atleticanos pode dizer o inferno que é. Nunca mais quero saber de rebaixamento!!! O jogo contra o Palmeiras, sinceramente, achei o melhor do campeonato. Quem diria que um dia o T. Feltri terminaria um jogo como um dos melhores em campo? 10 partidas sem derrota me deixaram animados para 2008 (com ou sem Leão).

Para finalizar a resenha, "Chora Gambá!!!!"

Redatozim disse...

T. feltri ser o melhor em campo me faz lembrar Ronildo contra o Vitória. São fatos que se não filmarem, ninguém acredita.

Uma estrela solitaria disse...

Nos tambiém ja estivemos na segundona e, realmente foi triste. Sorte que no estavam vivos, para sofrer com isso, Garrincha, Didi, Quarentinha, Paulo Valentim, etc..

Redatozim disse...

No caso do Galo foi pior, porque Cerezzo, Reinaldo, Éder, Luizinho estavam todos vivos.