quarta-feira, maio 02, 2007

Odair, o macho

Um cara que lança uma letra assim coisa de 40 anos atrás só pode ser macho de verdade. A música é genial, mas como eu não sei colocar áudio no blog, saca só a primeira parte da mensagem:

"Eu tenho
um quadro todo moderninho
que foi pintado com carinho
presente de um amigo meu

Eu tenho
uma jaqueta tão surrada
que há tanto tempo está guardada
mas hoje à noite eu vou usar"

Coisa de gênio. Não é à toa que eu já era fã do Odair José muito antes dessa onda revival que começou por agora.




Direto na têmpora: Eu tenho - Odair José

2 comentários:

Gastão disse...

Redatozim, meu irmão, então eu recomendo o livro "Eu não sou cachorro, não", de Paulo César Araújo, que fala sobre a música brega dos anos 60, e relaciona o movimento com a ditadura militar. Ali a gente vê que o Odair é mesmo genial. Aquele abraço.

Redatozim disse...

Cara, fiquei muito a fim de ler, mas achei que era meio caça níquel. Se você indica, compro com gosto, meu velho Gasta.