quarta-feira, dezembro 01, 2010

10 pequenas intolerâncias cotidianas

Não tolero:


1) Gente que abraça como se não quisesse abraçar (válido também para apertos de mão).

2) Fanfarrões que vivem para dizer "proativo", "multitarefa" e "quebra de paradigma".

3) Figuras que pregam a salvação do planeta e se esquecem de ajudar pessoas.

4) Aqueles que perguntam quanto você ganha (a não ser que seja pra fazer proposta de emprego).

5) Qualquer um que não saiba agradecer, dar crédito ou reconhecer o valor dos outros.

6) Vizinhos do andar de cima que já acordam de salto alto ou tamanco.

7) Clientes "criativos".

8) Pão-duros em geral.

9) Fulanos que atendem celular no cinema.

10) Criaturas que usam o argumento "todo mundo faz assim".




Direto na têmpora: Hovering - Beulah

14 comentários:

Fernanda disse...

Foi esse número 10 aí que me fez fugir do meu último emprego. Credo, me deixa doente.

redatozim disse...

Run, Fernanda, run!

PC disse...

Também, você listou dez malas insuperáveis...

redatozim disse...

foi fácil, PC, e ainda deixei uns 20 de fora.

Júlia Zuza disse...

E aquele povo que sorri com todos os dentes pra você e em menos de dois segundos vira a cara e fica super sério? Tenho um medo danado!

redatozim disse...

Não faltam exemplo, Júlia, não faltam mesmo.

Raquel do Carmo disse...

Nossa! Também detesto tudo aí nesse top ten. Nem sei qual é o pior...

redatozim disse...

Não dá mesmo pra escolher, Raquel.

Sakana-san disse...

Eu vou comentar só o número 1, com vontade de falar sobre os demais: certa vez uma garota MUITO insuportável de uma das agências em que eu trampei me deu bom dia. Mas aquele bom dia com um sorriso tão falso e amarelo que não me aguentei e disparei: "- Bom dia, por quê se tenho que aguentar essa sua cara de bosta logo de manhã?" Ela saiu da sala chorando e, juro, teve gente que veio me cumprimentar.

redatozim disse...

Eita! Sakana-san com os dois pés no peito!

Micho en el pais de las maravillas disse...

eu detesto todos os itens da lista!
e detesto que me chamem de darling

redatozim disse...

hahahaha pelo menos de Darling ninguém me chama, micho.

João Paulo disse...

O que irrita muito nos "número 2" - eles são mesmo, nos dois sentidos - é que dificilmente fazem o que pregam. E pregam porque "o mercado de trabalho exige", seja esse tal quem for...

redatozim disse...

é por aí, João Paulo.