quinta-feira, setembro 30, 2010

Deixando um rastro

A gente quer ter filhos pra deixar um rastro. Quer fazer um blog pra deixar um rastro. Quer plantar uma árvore, escrever um livro e fazer uma revolução não pelo hoje, mas pelo amanhã.

Não ser notado é o pior castigo e ninguém quer ser esquecido. Queremos ser eternos para ser amados sem-fim, através do tempo, por algum outro que nem nos conheceu.

Todo homem quer deixar seu rastro. E às vezes até se perde por isso.




Direto na têmpora: Lullaby haze - Mates of State

6 comentários:

Flowers disse...

Espero não me perder nesse meu rastro...quem anda saltitante deixa rastro?
Agora fiquei encucada...

redatozim disse...

Deixa rastro pululante, mas deixa, Flowers rsrsrs

Renata Feldman disse...

Bacana, colega!... A gente não está aqui a passeio, a responsa é grande... Cada um com o seu rastro, com a sua marquinha registrada!... Abração!

redatozim disse...

E que sirva pra quem vier depois de um jeito ou de outro, Rê.

Anônimo disse...

Isto foi muito desde que haja um monte de lá fora à espera para a direita.

redatozim disse...

Hein?