terça-feira, agosto 31, 2010

Fantasminha*

Era uma vez um fantasminha chamado Maurilo. Ele adorava brincar e estava sempre voando e assustando por aí com o seu lençol branquinho.

Um dia, o fantasminha resolveu pintar seu quadro predileto: um desenho do Relâmpago McQueen. Só que no meio da pintura ele se distraiu e deixou cair tinta vermelha no seu lençol todo, de cima a baixo.

Ele ficou muito preocupado:

- Ah, não! Como eu vou fazer para limpar meu lençol? A mamãe vai ficar muito brava! E eu não vou poder assustar ninguém com esse lençol sujo.


Então o Maurilo pensou, pensou, pensou e resolveu olhar nos armários da casa que ele assombrava. Ele achou uma fantasia de morango muito legal e vestiu rapidinho.

Boa ideia”, ele disse. E saiu para assustar todo feliz.

Ele foi cantando “lalalalalala” e quando viu a meninada entrando no prédio, para o aniversário do John, apareceu bem na frente deles e gritou “buuuuu!”

Mas ninguém se assustou e o John falou:

- Tem morango no meu bolo. Que delícia! Eu adoro morango.

E foram todos correndo atrás do fantasminha que sumiu rapidinho.

Maurilo ficou muito chateado e resolveu se vestir com uma toalha de mesa. Ele então saiu pelas ruas e viu uma menininha que passeava por ali.

"Vou assustar ela", pensou Maurilo e deu um pulão gritando "buuuuuu"!

Mas a menina não levou susto nenhum e ainda falou.

- Ai que toalhinha florida linda, cheia de flores... eu queria uma assim.

O fantasminha ficou muito chateado e voltou para sua casa mais uma vez.

Chegando lá ele achou uma bandeira de um time de futebol, se cobriu com ela e foi tentar de novo.

Viu um moço fortão na rua e pulou na frente dele gritando "buuuuu"!

Mas o moço não levou susto nenhum e ainda ficou muito bravo. É que ele era torcedor do outro time e saiu correndo atrás do Maurilo para dar uma surra nele.

O fantasminha já estava ficando cansado. Ficou flutuando pela casa sem saber o que fazer, até que viu um rolo de papel alumínio e teve uma grande ideia: se enrolou todo nele e foi de novo tentar assustar as pessoas.

Maurilo chegou em uma praça cheia de gente, apareceu de repente e gritou "buuuuu"!

Mas ninguém se assustou. As pessoas começaram a apontar pra ele e a dizer:

- Olha, um robô!

- Que legal, será que ele funciona com pilhas?

- Mãe, eu quero um robozinho pra mim.


Depois dessa tentativa, Maurilo desistiu. Mostrou o lençol sujo pra mamãe, levou uma bronca, ficou de castigo e ficou tão chateado que passou quase um mês sem assustar ninguém.



* História escrita a quatro mãos por Maurilo e Sophia. O nome do fantasma foi, obviamente, escolha dela.




Direto na têmpora: Emily Kane - Art Brut

14 comentários:

Micho en el pais de las maravillas disse...

Oba! já temos historia pra dormir hoje!
Linda, linda!

redatozim disse...

Méritos da Sophia, micho, eu só ajudei.

Cris Bartis disse...

coisa linda esse conto. ela tá cada dia mais esperta. parabéns =)

abraço,
cris bartis

redatozim disse...

Valeu, Cris. Sei que não é muita vantagem, mas ela está bem mais esperta do que eu.

Bya disse...

Sensacional!!!
A Sofhia além de linda é uma grande escritora!!!
Love!!!

redatozim disse...

Valeu, Bya!

Deo disse...

Hahahahaha
Bão demais Finório!
Você não quis colocar o nome
do time mas era o seu né, que não
assusta mais ninguém! rsrsrsrs

Fernanda disse...

Ah, que delícia!! Será que estamos diante de uma futura escritora?

redatozim disse...

O pior é que era mesmo, Finório, aí eu argumentei com ela "mas o Galo vai apanhar?" e resolvemos ficar na isenção hahahaha

redatozim disse...

Quem sabe, né, Fernanda? Se ela curtir...

Lê e Iza disse...

Quanta criatividade!
Desde cedo mostrando o talento para a arte da escrita!

Iza

redatozim disse...

Valeu, Lê e Iza, vou passar os elogios pra ela.

Rubens disse...

É, my friend, cê não anda assustando mais ninguém.

redatozim disse...

Eu ando é tomando susto com o tamanho e a esperteza dela, Rubéola.