segunda-feira, agosto 20, 2012

Irreversível

Dizem que a morte é irreversível. Na verdade, não sei.

Até onde percebo, nunca estive morto e não faltam crenças por aí a me defenderem milhares de conceitos diferentes sobre a morte e o que acontece após a mesma.

Já com a vida é diferente. Podemos até ter outras depois, mas nenhuma será igual a esta. É o barro com que trabalhamos hoje, é o que nos resta e o que nos sobra.

É nesse breve percurso, que algumas vezes nos parece tão longo, que deixamos o rastro de nossos erros, nossas mãos estendidas, nossas ações, nossas intenções, nossas conquistas, perdas e paixões. 

Pode ser que haja outra chance em outro lugar, em outra vida, em outra dimensão. Quem sabe?

A verdade é que nessa vida que vivemos, nesse insignificante e único nanoinstante do infinito que nós é dado, não há remendo. Nosso trajeto é nosso legado para outros trajetos tão curtos como os nossos.

A vida, sim, é irreversível, meus amigos. E viver bem é o único caminho.




Direto na têmpora: Remember - The Raveonettes

4 comentários:

Anônimo disse...

Incrível como a grande maioria opta por viver mal. E geralmente em troca de dinheiro. Abço, Ahmed

redatozim disse...

É, Ahmed, mas tem ainda os outros que nem sabem o que é viver bem. Mas também, acho que cada um tem lá suas sinas, suas escolhas, seus rumos.

Unknown disse...

Viver bem! que bonito isso.
Eu sempre leio estas coisas nos dias em que pareço a unica pessoa feliz do mundo. Ta tudo dando errado e eu aqui querendo viver bem, deixar um rastro bonito.

redatozim disse...

É, Unknown, deixar esse rastro bonito e levar a certeza de que a gente fez o que pôde.