quarta-feira, agosto 24, 2011

Mapas

Quando eu comecei a estudar o mundo ainda tinha Iugoslávia, Tchecoslováquia e União Soviética. Eritreia para mim não existia. Eu me lembro da separação dos dois Mato Grosso e, é claro, Goiás ainda era um estadão com Tocantins e tudo.

Como ficou claro, não é novidade para mim essa mudança na composição de países e unidades federativas, mas confesso que ainda me surpreendo um pouco.

Sei lá, o sul querer virar um país? Esquisito demais. E agora, o Pará correndo o risco de se dividir em três?

Talvez esse estranhamento aconteça justamente porque eu não vivo e nunca vivi nestes lugares. Talvez seja só uma coisa minha mesmo de achar nações e mapas uns negócios meio sólidos demais para evaporarem ou se quebrarem.

Mas, quem tem que resolver isso são os moradores e cada um tem lá suas questões, seus motivos, sua realidade. É como guerra por religião: não entendo, mas também não discuto.

Para mim, morar em Minas Gerais / Brasil ou na República Federativa do Horizonte Bonito não faz a menor diferença. A não ser que tenha IPTU grátis, doce de leite fresco entregue na porta todas as manhãs e fontes de Coca Cola pelas ruas.

Aí eu apoio o plebiscito na hora.




Direto na têmpora: Adaptor - The Fins

8 comentários:

Rapha Garcia disse...

Nó, aí até eu "colo isso no meu mural"!

redatozim disse...

hahahaha é isso aí, Rapha, tudo depende do incentivo.

Sandro Andrade disse...

E se o plebiscito for aprovado, fale-me que eu vou correndo pedir cidadania.

redatozim disse...

Mas aí eu fecho a fronteira pra você não entrar, Sandro. :P

Sandro Andrade disse...

Pô, aí vou ser extraditado? Sacanagem, hein?! Na rodoviária (ou no aeroporto) rola de servirem o doce de leite e a Coca-Cola? Estou indo embora mesmo.

redatozim disse...

Tá bom, vai, mas coca sem gás.

Ana Lúcia disse...

Não se esqueça do final de semana de 3 dias!

redatozim disse...

Indispensável, Ana Lúcia.