quinta-feira, janeiro 19, 2012

Forgotten foolery

Tem uma música da Ida Maria sobre a qual eu já falei antes e que acho maravilhosa chamada "When it comes to you". Gosto demais mesmo e a letra tem dois trechos que me impressionam muito por bater com o que eu sinto. Saca só.


I can't wait for the day
When all the bad things I deserve
Come crashing in and all I do is love you

(...)
Then, when everything's changed
When all's forgotten foolery 
And you are mine entirely and


Stars could guide our way
No matter how far away
Deep down or gone astray
God knows I'm lost
and all I do is love you


Se bobear, eu até já falei disso também, mas é o que eu penso. O ideal era que chegasse logo o dia em que a gente pagasse por todas as merdas que fez, que o passado ficasse pra trás, que as brigas, que as picuinhas, que as bobagens e tudo mais se tornassem "tolices esquecidas" e a gente pudesse se perder.

Que nada adiante importasse e os caminhos não trouxessem o medo do  já vivido, mas só o começo do que houvesse para se viver. Que mesmo as memórias boas e maravilhosas ficassem inúteis diante do que está pela frente. Do que a gente quer, do que a gente sonha, do que a gente precisa.

Que amar fosse o início do início, o zero absoluto, a surpresa do simples. O primeiro passo de toda você que ainda tenho pra amar, Fernanda.




Direto na têmpora: Canvas - Imogen Heap

2 comentários:

Fernando Gonçalves disse...

Olá, parabéns pelo seu blog.
Te convido a conhecer o meu,
http://carmasepalavras.blogspot.com/

;)

redatozim disse...

Vou passar lá sim, Fernando. Valeu.